CUIABÁ

Siga nossas redes

Mato Grosso

Suinocultores de Mato Grosso terão 100% de incentivo para retenção de matrizes suínas

Publicado em

Agronegócios

Os suinocultores mato-grossenses terão 100% de incentivo das linhas de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro Oeste (FCO) para a retenção de matrizes suínas com idade de seis meses a 40 meses. A aprovação foi definida por meio da resolução nº 048/2021 do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Codem) que estabeleceu os novos critérios de referência para a cadeia produtiva.

O preço da matriz suína reprodutora para retenção também sofreu alteração, passou de R$ 380,00 para R$ 2.250,00, valor a ser considerado para concessão do fundo. Os cálculos foram baseados nos altos preços das commodities usadas na alimentação dos animais, a ração é composta por soja e milho, que conforme o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), de janeiro de 2020 ao mesmo período de 2021, subiram respectivamente 155% e 88%.

Os parâmetros recém-definidos estabelecem que o novo valor de referência para retenção de matriz suína será composto pela multiplicação da média de peso de matrizes que tem como base 250 quilos (critério Embrapa suínos e aves) multiplicado pelo valor atual do quilo do suíno vivo comercializado (disponibilizado no site do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária-Imea) e o seu resultado multiplicado pelo fator de 1.5 matriz/ano, obtendo assim, 100% do valor de referência para efeitos de retenção com recursos do fundo.

Entenda observando o modelo da tabela abaixo:

Peso Kg médio matriz: 250 kg

Valor do Kg suíno vivo(Imea): R$ 6,00

Valor para retenção de matriz: R$ 1.500

Multiplicado por fator 1,5 matriz: R$ 2.250,00

Valor 100% para retenção de matriz suína via FCO: R$ 2.250,00

(Dados de referência do dia em que foi elaborada a tabela)

A medida atende à demanda da Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat) que alegava prejuízos do setor devido aos altos custos de produção da carne suína, em função do valor da ração.

“Após analisarmos a solicitação e estudos apresentados foi elaborada uma nota técnica e a partir desses dados decidimos alterar os percentuais do FCO, de modo que irão favorecer o setor granjeiro. Sabemos das dificuldades do custeio de produção da suinocultura e que esse incentivo irá impulsionar a cadeia de retenção de matrizes. O reajuste da matriz reprodutora também era muito necessário, já que desde 2016 o preço era o mesmo, estava defasado”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso e presidente do Codem, César Miranda.

Dados

Segundo dados do Indea-MT, a suinocultura mato-grossense é uma das áreas da pecuária em crescente desenvolvimento no estado com rebanho de aproximadamente 3,32 milhões cabeças, em 2021.

“Guarantã News”

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Soja busca forças para retomar nível de R$ 170 por saca; veja as notícias desta quinta
Propaganda

Agronegócios

Praticidade e agilidade nas consultas e exames são marcas de programação de saúde do Senar/MS

Publicados

em


Prevenção é o foco do Programa Especial Saúde do Homem e da Mulher Rural, iniciativa do Senar Mato Grosso do Sul que cuida de perto da saúde da população do campo, levando especialistas para realizar consultas e exames gratuitos em todas as regiões do estado. Este é o tema da editoria #EducaçãonoCampo desta quarta-feira (1º).

A ação existe há cinco anos e recentemente foi ampliada. Além dos atendimentos nas áreas de urologia, dermatologia e ginecologia, a população rural pode afirmar com as consultas e exames oftalmológicos.

“Esta foi uma área bastante demandada pelos municípios e, por isso, incluímos na programação. Na consulta o paciente faz todos os exames e sai com a receita para aquisição de óculos ou mesmo para outros procedimentos e cirurgias”, explica a coordenadora do programa, Pauline Cury.

Os atendimentos começam sempre às 7 horas. Além da praticidade, a agilidade também é uma marca do programa. Durante a consulta, a partir da avaliação médica, os homens podem realizar o PSA, o toque retal e as mulheres o toque de mama e os oftalmológicos que ficam prontos na hora.

Leia Também:  Senar Roraima realiza último encontro estadual do programa "Jovens Líderes do Agro" - CNA Jovem

Em média são 150 atendimentos com urologia, 50 com ginecologia, 50 para dermatologia e 30 com oftalmologista.

Simultaneamente, o município que recebe o programa do Senar/MS também oferece aos pacientes a coleta de preventivo, exames de glicemia, testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatite, além da aferição de pressão e o atendimento clínico geral.

Em casos de suspeita câncer, o paciente é encaminhado para o Sistema Único de Saúde, informado via secretaria municipal de saúde, que repassa para a regulação do SUS. Para pessoas com quadros leves de lesões ou inflamações, independente da área, o profissional prescreve medicamentos que são entregues gratuitamente na unidade de saúde.

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA