CUIABÁ

Siga nossas redes

O homem do paletó, de novo!

Justiça afasta Emanuel Pinheiro da Prefeitura; chefe de gabinete é preso

Publicado em

CUIABÁ

Chefe de gabinete foi preso; todos foram alvos da Operação Capistrum, que apura ilícitos na Saúde

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) foi afastado do cargo, na manhã desta terça-feira (19), por determinação do Tribunal de Justiça. Ele e sua esposa, a primeira-dama Márcia Pinheiro, também foram alvos de busca e apreensão.

Já o chefe de gabinete de Emanuel, Antônio Monreal Neto, teve mandado de prisão cumprido. Eles foram alvos da Operação Capistrum, que apura ilícitos na Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá.

O prefeito Emanuel e sua esposa Márcia Pinheiro, que foram alvos da Operação Capistrum

O afastamento ocorre por pedido do Ministério Público Estadual e a Polícia Judiciária Civil, através do Naco (Núcleo de Ações de Competência Originária) da Procuradoria-Geral de Justiça.

As buscas e apreensões e sequestro de bens ocorrem na residência do prefeito e da primeira-dama, do chefe de Gabiente Antônio Monreal Neto, da Secretária Adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos Ivone de Souza e do ex-Coordenador de Gestão de Pessoas Ricardo Aparecido Ribeiro.

Os pedidos foram acolhidos pelo Tribunal de Justiça no âmbito do procedimento de nº 47.520/2021, o qual corre em segredo de justiça.

O Gaeco da Capital e a Decor (PJC-MT) prestaram apoio ao Naco para cumprimento dos mandados judiciais que foram cumpridos na presente data.

Além da medida criminal determinada pelo Egrégio Tribunal de Justiça, o Ministério Público propôs, através do Naco, ação cível por ato de improbidade administrativa visando a aplicação das sanções da lei de improbidade, bem como apresentou pedidos de indisponibilidade de bens e afastamento de agentes públicos.

A Prefeitura será assumida pelo vice-prefeito, José Roberto Stopa (PV).

Baixada Cuiabana com informações são do site Midianews

Leia Também:  Juiz condena desembargador, três advogados e mais cinco; dois são absolvidos em MT
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CUIABÁ

Jornalista aparece na Arena Pantanal e é recebida com festa por torcedores do Cuiabá

Publicados

em

Por Joel Teixera

Após ganhar o noticiário no Estado por contas das polêmicas em que está se envolvendo, a jornalista Nildes Souza, 37 anos, tem prestigiado diversos locais com aglomerações, apesar de probida pela Justiça de sair a noite, frequentar bares e de consumir bebida alcoólica. Reconhecida por conta da tornozeleira eletrônica que está usando desde terça-feira (12), ela tem sido “saudada” por onde passa, sempre com registros de fotos e vídeos.

Após ser fotografada na tarde de hoje pela Avenida Couto Magalhães e sacando dinheiro numa agência bancária de Várzea Grande, a jornalista esteve na noite de ontem nas imediações da Arena Pantanal, onde o Cuiabá venceu o Sport por 1 a zero. Nildes apareceu por lá enquanto os torcedores comemoravam a vitória do Dourado e acabou “fazendo a festa” com os torcedores.

Perto de integrantes de uma organizada, sambou enquanto a bateria da torcida voltou a tocar. Virou até grito de guerra dos torcedores. “A loira é da raça, ô,ô,ô,”, era um dos cantos.

Também posou para fotos com alguns torcedores e abraçava outros. Ela não apareceu com nenhum copo de bebida na mão.

POLÊMICAS

A primeira polêmica de Nildes ocorreu na noite de segunda-feira. Na ocasião, foi detida por jogar bebida no rosto de um policial militar num bar na Praça Popular. Ficou detida até terça-feira, quando passou por audiência de custódia, onde ganhou liberdade com uso de tornozeleira eletrônica e outras proibições.

Na noite de quarta, a jornalista voltou a Praça Popular. A PM, acionada pelo presidente da Associação de Cabos e Soldados, conduziu ela até a Central de Flagrantes. Como descumprimento de cautelar necessita de decisão judicial para a acusada ser detida, foi liberada pela Polícia Civil sem necessidade de passar pela custódia. 

Porém, na delegacia deu entrevistas com falas desconexas e confusas, revelando ter algum tipo de transtorno mental. Na primeira detenção, ela admitiu sofrer de bipolaridade.

Após sair da delegacia na noite de ontem, Nildes teria retornado à Praça Popular, mas deixou a região após ser alertada por um vendedor de balas. Voltou a ser notícia após brigar com um frequentador de um bar na região do Zero Quilômetro, em Várzea Grande.

Após esse episódio, o debate sobre sua saúde mental ganhou força. A Associação de Cabos e Soldados conseguiu arrumar um psiquiatra para consultá-la e recebeu aval da família. Contudo, além de não saber seu paradeiro, necessita de decisão judicial para um tratamento involuntário.

Nas redes sociais, passou a ganhar seguidores, apesar de sua última postagem no feed do Instagram ter ocorrido no último dia 10. Já nos stories, compartilhou uma postagem do influencer Gato Louco na Arena

´´Folha/Max“

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ex-eleitor de Bolsonaro compara Lula a Presidente
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA