CUIABÁ

Siga nossas redes

Cerca de 2 milhões vão colaborar com o atendimento nas seções

Justiça Eleitoral convoca mesários que vão trabalhar nas eleições

Publicado em

POLÍTICA

A Justiça Eleitoral começou a convocar hoje (5) os mesários que vão trabalhar nas eleições de outubro. No pleito deste ano, cerca de 2 milhões vão colaborar com o atendimento ao eleitor nas seções eleitorais, nos postos de justificativa e no apoio logístico no primeiro e segundo turnos. 

As pessoas que se inscreveram para trabalhar como mesários ou que foram convocados para prestar o serviço no dia da eleição vão receber um documento oficial da Justiça Eleitoral de forma física ou por aplicativo de mensagem e e-mail. O critério de comunicação será estabelecido por cada tribunal regional eleitoral (TRE). 

Após a convocação, os mesários passarão por um treinamento virtual, no qual receberão informações sobre os procedimentos que deverão ser adotados durante a votação e soluções para eventuais problemas que podem surgir. 

Eleitores menores de 18 anos não podem ser mesários, além de parentes de candidatos, integrantes de partidos políticos, ocupantes de cargos de confiança no Poder Executivo e servidores da Justiça Eleitoral. 

O primeiro turno será realizado no dia 2 de outubro, quando os eleitores vão às urnas para eleger o presidente da República, governadores, senadores, deputados federais, estaduais e distritais.

Leia Também:  Dr.João destina emenda parlamentar para Casa do Idoso de Tangará da Serra

Eventual segundo turno  para a disputa presidencial e aos governos estaduais será em 30 de outubro. 

“EBC”

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

PL entra com sete representações no TSE contra o PT

Publicados

em

O Partido Liberal (PL) entrou com sete representações no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o Partido dos Trabalhadores (PT) e o candidato à presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva. O PL é o partido do candidato à reeleição Jair Bolsonaro.

Nas representações protocoladas ontem (4), a legenda alega que Lula teria feito propaganda eleitoral irregular positiva e negativa em desfavor de Bolsonaro em sete eventos realizados recentemente em Brasília e em cidades do Nordeste.

O PL também cita a prática de “discurso de ódio” após Bolsonaro ter sido chamado de “genocida e mentiroso” em um dos discursos.

Os advogados do partido pediram ao TSE a retirada aos vídeos com os discursos da internet e aplicação de multa.

Não há prazo para decisão liminar do caso.

“EBC”

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Homem de 56 anos morre após sair da pista e capotar Ford Fiesta próximo a BR-163
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA