CUIABÁ

Siga nossas redes

POLÍTICA

Bolsonaro defende usar armas para garantir democracia: ‘Será preservada, não interessam meios’

Publicado em

POLÍTICA

O presidente Jair Bolsonaro (PL) defendeu nesta terça-feira, 17, o uso de armas de fogo para garantir a democracia no País. “A arma de fogo, além de segurança para as famílias, é segurança para nossa soberania nacional e a garantia de que a nossa democracia será preservada. Não interessa os meios que um dia porventura tenhamos que usar. Nossa democracia e nossa liberdade são inegociáveis”, afirmou.

A declaração foi feita durante inauguração de trechos da BR-101/SE, em Propriá (SE), e no momento em que o presidente, pré-candidato à reeleição, levanta dúvidas sobre o processo eleitoral. Ontem, em São Paulo, o presidente falou na possibilidade de “eleições conturbadas”.

Em Sergipe, Bolsonaro fez elogios ao senador Fernando Collor (PTB-AL), presente na cerimônia, chamando-o de “grande aliado no Parlamento” – e repetiu a frase “o Nordeste é nosso”. O Nordeste é a região do País em que a diferença em favor do seu principal adversário na corrida eleitoral, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), é maior.

Bolsonaro fez um novo aceno a profissionais da segurança pública, que pressionam por uma reestruturação das carreiras prometida pelo governo. “Lamentamos o poder aquisitivo dos servidores públicos, mas tenho certeza que brevemente isso será recuperado. Em especial nossa Polícia Rodoviária Federal, que está nos acompanhando neste momento”, afirmou.

Leia Também:  Alta de Chicago e do dólar devem sustentar preços domésticos da soja

Ele ainda reconheceu a perda do poder aquisitivo da população de um modo geral, mas defendeu a atuação do governo na política para fertilizantes. “Garantimos fertilizante a vocês fazendo contato com o governo da Rússia. Na semana passada, 26 navios aportaram aqui com fertilizantes, suficiente para a safra deste ano”, disse.

O presidente encerrou seu discurso com o lema “Deus, Pátria, Família e Liberdade”. “Deus, Pátria e Família” era a frase-síntese da Ação Integralista Brasileira, movimento de inspiração fascista fundado no Brasil por Plínio Salgado, em 1932.

“MSN”

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

Justiça Eleitoral convoca mesários que vão trabalhar nas eleições

Publicados

em

A Justiça Eleitoral começou a convocar hoje (5) os mesários que vão trabalhar nas eleições de outubro. No pleito deste ano, cerca de 2 milhões vão colaborar com o atendimento ao eleitor nas seções eleitorais, nos postos de justificativa e no apoio logístico no primeiro e segundo turnos. 

As pessoas que se inscreveram para trabalhar como mesários ou que foram convocados para prestar o serviço no dia da eleição vão receber um documento oficial da Justiça Eleitoral de forma física ou por aplicativo de mensagem e e-mail. O critério de comunicação será estabelecido por cada tribunal regional eleitoral (TRE). 

Após a convocação, os mesários passarão por um treinamento virtual, no qual receberão informações sobre os procedimentos que deverão ser adotados durante a votação e soluções para eventuais problemas que podem surgir. 

Eleitores menores de 18 anos não podem ser mesários, além de parentes de candidatos, integrantes de partidos políticos, ocupantes de cargos de confiança no Poder Executivo e servidores da Justiça Eleitoral. 

O primeiro turno será realizado no dia 2 de outubro, quando os eleitores vão às urnas para eleger o presidente da República, governadores, senadores, deputados federais, estaduais e distritais.

Leia Também:  Alta de Chicago e do dólar devem sustentar preços domésticos da soja

Eventual segundo turno  para a disputa presidencial e aos governos estaduais será em 30 de outubro. 

“EBC”

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA