CUIABÁ

Siga nossas redes

Testemunhas disseram que eles teriam uma relação amorosa

Vídeos mostram mulher jogando bebida em PM; fiança foi de R$ 1,1 mil

Publicado em

Agressão Policial

Por Leticia Kathucia

Uma briga que viralizou nas redes sociais ocorrida na madrugada desta terça-feira(12), na região da Praça Popular, em Cuiabá, pode ter sido motivada por uma relação antiga e mal resolvida entre a mulher e o policial militar.

Vídeos que foram publicados em grupos de WhatsApp e em perfis do Instagram, mostram que a mulher, ainda não identificada, discute com o policial e em seguida joga o líquido do copo que está em suas mãos, no rosto do militar. Imediatamente, o PM pula a grade da lanchonete e imobiliza a mulher, que após muito sacrifício dos demais policiais e seguranças do local, é algemada.

Um áudio de uma testemunha que presenciou toda a situação, diz que antes da briga, a viatura ficou por algum tempo estacionada próxima ao bar e o PM veio até a mulher onde conversaram por mais de uma vez. A mulher chegou a dizer para as pessoas próximas que o policial militar que estava dentro da viatura era seu ex-marido e que ele não se conformava com a separação. 

Em contradição, o boletim de ocorrência diz que a confusão foi iniciada pela mulher, que jogou uma garrafa de cerveja contra a viatura, informação que também foi confirmada por testemunhas que estavam no local.

Já a assessoria de imprensa da Polícia Militar negou qualquer envolvimento entre a acusada e o policial militar. Ainda de acordo com a PM, a suspeita possui mais de 20 passagens criminais, entre elas por ameaça, lesão corporal, perturbação da ordem, atrito verbal, constrangimento ilegal, vias de fato e injúria real.

A acusada foi submetida à audiência de custódia, onde foi determinada uma fiança de R$ 1.100. Não há informações se o pagamento foi realizado e a suspeita já foi liberada.

´´Folha/Max“

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mulher sai para buscar filha e ao voltar encontra marido com facadas na cabeça
Propaganda

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA