CUIABÁ

Siga nossas redes

POLÍCIA

Sorriso: homem é socorrido em estado grave após ser agredido com facão

Publicado em

POLÍCIA

Por volta da 01h da manhã deste domingo (05), Francisco Silva Rios Neto, 33 anos, ficou gravemente ferido ao ser atingido por golpes de facão durante uma discussão por conta de som alto. O crime ocorreu em um complexo de quitinetes, situado na rua Cláudia, bairro Novos Campos. 

Segundo testemunhas, Francisco teria reclamado com os vizinhos, que também são parentes da vítima, do som alto. Em seguida, durante uma discussão, os suspeitos que estavam ingerindo bebida alcoólica chamaram a vítima pra fora da casa e de posse de um facão e um canivete, desferiram vários golpes contra a vítima.

Francisco chamou por socorro e os vizinhos o encontraram caído ao lado de várias poças de sangue. Ele sofreu um corte profundo no rosto de boca a orelha e também no abdome.

Apesar da gravidade dos ferimentos, Francisco foi socorrido consciente.

Os suspeitos fugiram do local e ainda não foram encontrados.

‘Portal Sorriso’

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Silvio Santos recebe alta após ser diagnosticado com Covid-19
Propaganda

POLÍCIA

Pedreiro mata cliente a tiros por não ter recebido pagamento pelo serviço

Publicados

em

Por Eduarda Cabral

Um pedreiro do Distrito Federal foi preso pela Polícia Civil na última segunda-feira (20) após matar um homem a tiros com uma espingarda de calibre 22. O suspeito, que não teve a identidade revelada, teria cometido o crime para se vingar do cliente que havia se recusado a pagar pelos serviços prestados.

De acordo com o delegado da 19ª Delegacia de Polícia (Ceilândia), Thiago Peralva, o pedreiro, que não teve a identidade divulgada, teria discutido com a vítima antes dos disparos. A vítima reclamava com o homem, alegando que ele não havia feito o trabalho conforme combinado.

A vítima chegou a ser socorrida após os disparos e foi levada ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC), mas não resistiu e morreu pouco tempo depois.

Prisão do suspeito

A polícia prendeu o suspeito que, após ser detido, levou os policiais ao local onde a arma do crime estava escondida. O pedreiro está preso e aguarda para passar por audiência de custódia. Se condenado, poderá pegar pena de 12 a 30 anos de prisão.

*Com informações do JC Online

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Rondonópolis: Marido volta bêbado para casa e agride esposa até ela desmaiar
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA