CUIABÁ

Siga nossas redes

BOLETIM DIÁRIO

Há 434 internações em UTIs públicas e 250 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 77% para UTIs e 29% em enfermarias

Publicado em

MATO GROSSO

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (09.08), 499.140 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.028 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.112 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 499.140 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.862 estão em isolamento domiciliar e 475.794 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 434 internações em UTIs públicas e 250 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 77,78 % para UTIs adulto e em 29% para enfermarias adultos.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (101.532), Rondonópolis (35.518), Várzea Grande (33.327), Sinop (23.862), Sorriso (17.342), Tangará da Serra (17.001), Lucas do Rio Verde (14.881), Primavera do Leste (13.452), Cáceres (10.847) e Barra do Garças (10.232).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 382.085 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 335 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No domingo (08.08), o Governo Federal confirmou o total de 20.165.672 casos da Covid-19 no Brasil e 563.151 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 20.151.779 casos da Covid-19 no Brasil e 562.752 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta segunda-feira (09.08).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

“SES-MT”

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Sema-MT abre processo seletivo para contratação de profissionais com salários de até R$ 10 mil
Propaganda

MATO GROSSO

Banda de Cáceres ‘O Mormaço Severino’ lança álbum com músicas autorais

Publicados

em


A banda de Cáceres “O Mormaço Severino” lança, nesta sexta-feira (03.12), o álbum de estreia “Cânticos das Ruas Estreitas’, que reúne oito músicas autorais. Produzido com recursos do Edital MT Nascentes, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), o projeto apresenta o repertório de mais de dez anos do grupo.

“Elas expressam, de forma poética, vivências no entorno do Rio Paraguai, nas periferias e ruas estreitas, que compõem o cenário da cidade histórica, turística e universitária”, destaca o compositor da banda, Rauni Vilasboas.

A banda é formada por Jheine Lima (voz/backing vocals), Rauni Valentim Vilasboas (guitarras/backing vocals/letras), Diego Vicente (teclados), Ronaldo Gonçalves (baixo), Luis Guilherme (bateria) e Welington Fernandes (percussão). Gravado em Cuiabá, o álbum ‘Cânticos das Ruas Estreitas’ foi selecionado no MT Nascentes, que integra os editais viabilizados pela Lei Aldir Blanc.

“Musicalmente, ‘O Mormaço Severino’ se aproxima dos gêneros indie, folk, rock e pop alternativo, psicodelia com regionalismos em canções experimentais. As composições expressam dores, angústias, amores, vícios, sentimentos de êxtase do fim de um dia de trabalho, o gosto da rua, a solidão”, descreve a cantora Jheine Lima.

Leia Também:  Barbearia em Cuiabá causa polêmica por escrever “direitos humanos” em tacos e pede desculpas

‘O Mormaço Severino’ é um conceito poético inspirado na cidade de Cáceres. Mormaço remete ao calor que gera incômodo, sofrimento, inquietude. Já Severino propõe pensar em um brasileiro comum, a algo quente, severo. Defendendo a música autoral e independente, a formação atual da banda existe desde 2006, nascendo dos movimentos culturais das periferias de Cáceres e da amizade entre os artistas.

A banda está presente nas redes sociais, e, para quem quiser conhecer um pouco mais do trabalho dos artistas, acesse Instagram, Facebook  e Youtube. (Com informações da assessoria)

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA