CUIABÁ

Siga nossas redes

MATO GROSSO

Assistência Social de Colíder promove manhã dançante para idosos do Cras em comemoração ao Dia do Idoso

Publicado em

MATO GROSSO

Com o intuito de festejar o Dia Nacional do Idoso, comemorado no dia (1) de outubro a Prefeitura de Colíder, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, através do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) preparou uma programação especial para o grupo da terceira idade do município.
Uma manhã dançante foi promovida nesta sexta-feira (30) para os idosos dos grupos de Convivência e Fortalecimento de Vínculos assistidos pelos Cras. Dinâmicas, sorteio de brindes e muito forró com música ao vivo marcaram a manhã de celebração que fizeram a alegria dos participantes. Um almoço também foi servido aos presentes.
A coordenadora do Cras Erika Oliver enfatiza a importância dessas programações para os grupos de Convivência. “Esses momentos fazem a diferença na vida dessas pessoas, nossos idosos se divertem, interagem e socializam uns com os outros, além de se sentirem acolhidos, abraçados. E essa celebração tem como objetivo a reflexão sobre a valorização e atenção que o público da terceira idade merece”, destacou.  
Novos Uniformes
Na ocasião do evento foram entregues as novas camisas para os idosos participantes dos grupos Renascer e grupo Feliz Idade que atualmente conta com mais de 60 idosos que participam semanalmente de dinâmicas em grupos, brincadeiras, roda de conversa: com mensagens de autoestima e reflexão sobre a idade, oficinas de artes, além do acompanhamento psicológico.
A secretária de Assistência Social e Primeira-dama Maria Caroline Matheus também participou das atividades e elogiou a iniciativa. “Toda nossa equipe está de parabéns pela realização desse evento de socialização para nossos idosos. É gratificante ver a alegria estampada na face deles. E aproveitamos para entregar o novo uniforme dos grupos. E por essas camisas agradecemos de coração aos nossos patrocinadores que contribuíram para que pudéssemos confeccionar, muito obrigada”, agradeceu a primeira-dama.
Dia do Idoso
O dia 1º de outubro foi escolhido para ser comemorado o Dia do Idoso, que é a pessoa com idade igual ou superior a 60 anos. Essa data marca o dia em que o Estatuto do Idoso entrou em vigor, e tem a missão de reforçar a importância da proteção a esse público, e inclusive para avaliarmos nossa atitude com relação aos idosos. Além disso, este estatuto estabelece os direitos dos idosos, como a prioridade em alguns serviços e a garantia de acesso à saúde, alimentação, educação, cultura, lazer e trabalho.
“Colíder News”
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Menino de 11 anos morre atropelado por motociclista em MT
Propaganda

EDUCAÇÃO

Corte afeta ajuda a alunos e deixa animais sem comida na UFMT

Publicados

em

O recente corte de gastos promovidos pelo Ministério da Educação começa a afetar o funcionamento da Universidade Federal de Mato Grosso. 

A Pró-Reitoria de Assistência Estudantil (Prae) comunicou nessa quarta-feira (07) que, após as medidas adotadas pelo Governo Federal tornou-se inviável o pagamento dos 1.726 auxílios/bolsas de dezembro desse ano.

O gasto com essas assistências totalizam R$ 595.172 mensais, mas o atual saldo em caixa da UFMT é de aproximadamente R$10.000. 

A Prae ressaltou que esses auxílios e bolsas são essenciais para a permanência dos estudantes da UFMT que estão em situação de vulnerabilidade econômica. 

Sem comida 

Outro setor que também sentiu o corte foi o Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres (Cempas) da UFMT, que está impossibilitado de comprar comida para os animais sob tutela da faculdade.

Roberto Lopes de Souza, diretor da faculdade de Medicina Veterinária da UFMT, conta que tem buscado ajuda do Ministério Público e do Juizado Ambiental para conseguir verba emergencial.

A esperança é que esses órgãos consigam disponibilizar o dinheiro arrecadado de multas ambientais para ser aplicado nas despesas do Cempas.

Leia Também:  Gilberto diz que Governo não teme CPI: “Tudo é feito às claras”

O diretor também revela que é essencial conseguir essa verba emergencial o quanto antes. Caso o curso de Veterinária da UFMT não consiga o repasse, o diretor conclui que os animais poderão morrer de fome.

Atualmente há cerca de 300 animais sob tutela do Cempas, entre porcos-do-mato, jacarés, aves, macacos, jaguatiricas, antas e outros silvestres.

  

Antes de se tornar um centro de medicina, o Cempas era o famoso Zoológico da UFMT, que era aberto à visitação pública.

“Mídia News”

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA