CUIABÁ

Siga nossas redes

Mato Grosso

O governador Mauro Mendes já afirmou que pretende sancionar o projeto.

Publicado em

MATO GROSSO

A Assembleia Legislativa aprovou, nesta segunda-feira (19.07), o projeto de autoria do deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), que o projeto de lei para liberar o retorno parcial da torcida nas arquibancadas dos estádios em Mato Grosso. A matéria segue para ser sancionada pelo governador Mauro Mendes (DEM), que já se manifestou favorável ao tema.

Conforme o projeto, fica liberado o retorno de 35% da capacidade de torcida aos estádios. O presidente da AL, Max Russi (PSB), também assinou o projeto, aprovado por 22 votos favoráveis, um contra e uma abstenção.

“Acompanhamos vários jogos do Cuiabá, por exemplo, sem público e no mundo inteiro estão permitindo. É uma maneira de começarmos a atrair o público aos jogos, como o do Cuiabá”, declarou Botelho.

Na semana passada, o governador Mauro Mendes afirmou que assim que for aprovada pela Assembleia a lei ele irá sancioná-la. Contudo, deixou claro que a presença de torcedores em jogos do Cuiabá Esporte Clube no Brasileirão, na Arena Pantanal, ainda dependerá de uma avalição da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

“A Lei vale para nosso estádio. Nós mandamos no nosso estádio, porém, quem manda no Campeonato é a CBF. Quando nós realizamos isso (aprovar liberação), liberamos. A CBF, se ela entender que sim, libera os torcedores nos jogos do Brasileirão. Tem que haver essa conjunção de concordância”, finalizou.

“CAPITAL NOTÍCIA”

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mato Grosso deve antecipar segunda dose para 70 dias após primeira aplicação, diz secretário
Propaganda

MATO GROSSO

Quinta-feira (22): Mato Grosso registra 479.705 casos e 12.576 óbitos por Covid-19

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (22.07), 479.705 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 12.576 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.265 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 479.705 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.774 estão em isolamento domiciliar e 454.834 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 406 internações em UTIs públicas e 292 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 72,11% para UTIs adulto e em 34% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (97.875), Rondonópolis (33.987), Várzea Grande (32.166), Sinop (23.152), Sorriso (16.794), Tangará da Serra (16.431), Lucas do Rio Verde (14.388), Primavera do Leste (12.484), Cáceres (10.450) e Barra do Garças (9.526).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 371.701 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 609 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na quarta-feira (21.07), o Governo Federal confirmou o total de 19.473.954 casos da Covid-19 no Brasil e 545.604 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 19.419.437 casos da Covid-19 no Brasil e 544.180 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta quinta-feira (22.07).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

“SES-MT”

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Nova Santa Helena : Paciente diz que os mesmos profissionais que atendem suspeitos de terem covid-19, atendem doentes com outras patologias
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA