CUIABÁ

Siga nossas redes

Argentino Germán Cano se destacou com um gol e uma assistência

Copa do Brasil: Fluminense bate Cruzeiro no Mineirão para avançar

Publicado em

ESPORTES

Contando com o faro de gol do argentino Germán Cano, o Fluminense derrotou o Cruzeiro por 3 a 0, na noite desta terça-feira (12) no estádio do Mineirão, para se garantir nas quartas de final da Copa do Brasil.

Após vencer na ida das oitavas por 2 a 1, no estádio do Maracanã, o Tricolor das Laranjeiras chegou com uma pequena vantagem à partida decisiva. Mas, mesmo diante de mais de 58 mil apaixonados torcedores da Raposa, a equipe de Fernando Diniz não começou o jogo com uma postura conservadora.

Com um minuto de jogo o Fluminense criou a primeira oportunidade clara de abrir o marcador, quando Matheus Martins cruzou para Caio Paulista, que teve chute parcialmente defendido pelo goleiro Rafael Cabral. Na sobra, André e Arias também não conseguiram marcar.

O time de Fernando Diniz manteve o maior volume de jogo nos primeiros 15 minutos, criando oportunidades com Matheus Martins, aos 11, e com Arias, quatro minutos depois. A partir daí o Cruzeiro melhorou e igualou as ações.

A Raposa viveu o seu melhor momento no confronto no início da etapa final, obrigando goleiro Fábio a fazer boas defesas em lances de Brock e Luvannor.

Leia Também:  Minas e Energia: Brasil pode ficar 50 dias sem importar diesel

Mas a necessidade de fazer gols para buscar a classificação fez com o Cruzeiro passasse a dar espaços para o ataque do Fluminense, que aproveitou. Aos 24 minutos, o colombiano Jhon Arias tabelou com o argentino Germán Cano antes de bater por cobertura para marcar um belo gol.

Aos 39 minutos o Tricolor voltou a mostrar eficiência, quando Martinelli arrancou pela direita, driblou um defensor e cruzou para Cano bater de primeira para superar Rafael Cabral. E o time das Laranjeiras ainda conseguiu ampliar aos 47 minutos, com o meio-campista Nathan.

O Fluminense volta a entrar em campo no domingo (17), no Brasileiro contra o São Paulo no Morumbi. No mesmo dia o Cruzeiro recebe o Novorizontino pela Série B.

“EBC”

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Skate brasileiro estreia em 1º dia de Jogos Sul-Americanos de Assunção

Publicados

em

Os Jogos Sul-Americanos de Assunção (Paraguai) começam neste sábado (1º) e as competições de skate ocorrerão antes mesmo da cerimônia de abertura, programada para às 21h (horário de Brasília). O skate é uma das modalidades estreantes nesta edição – a outra é o tiro com arco. Os Jogos irão até 15 de outubro e classificam para o Pan-Americano de Santiago (Chile) em 2023. Confira o calendário de provas da 12ª edição do evento. 

Após a conquista de três medalhas de prata na estreia do skate nos Jogos de Tóquio no ano passado, o Brasil chega com moral em Assunção. Quatro expoentes do estilo street integram pela primeira vez a delegação brasileira. Gabriela Mazetto, campeã este ano do circuito nacional (STU), e Karla Carolina competem a partir de meio-dia, no Skate Parque Olímpico. A partir das 13h30, Gabryel Aguilar e João Lucas Alves (campeão do STU 2022) disputam no masculino 

“Estar na seleção é a realização de um sonho. Estou bem calma e relaxada. Vou me preparar mentalmente para dar meu melhor”, garantiu Carla Karolina, em depoimento ao Comitê Olímpico do Brasil (COB). 

As finais do skate serão domingo (2), a partir do meio-dia, com transmissão ao vivo no site do Canal Olímpico do Brasil.

Leia Também:  Aretha Duarte quer ser 1ª brasileira negra a conquistar Everest

Cerimônia de abertura

A solenidade oficial de abertura dos Jogos Sul-Americanos terá início às 21h, no histórico Estádio Defensores Del Chaco, na capital paraguaia. À frente da delegação brasileira no desfile, estarão a campeã mundial de esgrima Nathalie Moellhausen e o nadador Guilherme “Cachorrão” Costa, bronze nos 400 metros livre no Mundial de Budapeste este ano. A cerimônia terá transmissão ao vivo no Canal Olímpico do Brasil.

Delegação brasileira

O Brasil conta com 464 atletas de 45 modalidades nos Jogos de Assunção. Entre eles estão medalhista olímpicos, como Isaquias Queiroz e Erlon Souza (canoagem velocidade); Ana Marcela Cunha (águas abertas); Arthur Nory e Arthur Zanetti (ginástica artística); Felipe Wu (tiro esportivo);  Abner Teixeira (boxe); e Bárbara Seixas (vôlei de praia).  

Na última edição do evento, na Bolívia (2018), o Brasil ficou na vice-liderança no quadro de medalhas, atrás da Colômbia. 

“EBC”

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA