CUIABÁ

Siga nossas redes

ENTRETENIMENTO

WhatsApp testa bloqueio de capturas de tela no aplicativo; Recurso serve para fotos de visualização única

Publicado em

ENTRETENIMENTO

A novidade chega para deixar os usuários mais seguros no aplicativo 

WhatsApp vem apostando cada vez mais em um ambiente com maior segurança no aplicativo. Pensando nisso, a empresa liberou um novo recurso em relação aos termos de privacidade: o bloqueio de captura de tela, que impede os usuários de tirar um “print” da conversa.

No entanto, a função é válida apenas para fotos e vídeos de visualização única, que somem após serem abertos. Atualmente, apesar de desaparecerem depois de visualizadas, os destinatários ainda podem fazer prints das mídias. Com a nova atualização, não será mais possível.

As informações são do site WABetaInfo, que compartilhou a nova interface para as imagens e vídeos únicos. Ela apresenta um aviso dizendo ser impossível fazer capturas de tela do conteúdo e, caso haja uma tentativa, a imagem será bloqueada.

Ainda não se sabe quando o novo recurso chegará para todos os usuários, mas aparentemente a novidade está sendo liberada aos poucos. Uma dica é atualizar sempre o aplicativo no “Google Play” ou no “App Store” para que a novidade chegue mais rápido.

Leia Também:  USP abre inscrições para o vestibular de 2023

“MSN”

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Harry é intimado a apoiar a realeza contra a Netflix

Publicados

em

Em setembro de 2020, o príncipe Harry e Meghan Markle firmaram um acordo milionário com a Netflix. Dois anos se passaram e a gigante do streaming e os duques de Sussex vivem uma turbulência, que promete ficar mais forte nos próximos meses.

Conforme publicou o portal britânico Express, o caçula do rei Charles III será incentivado a se manifestar contra a empresa de filmes e séries pelo lançamento da quinta temporada de The Crown.“Príncipe Harry instado a apoiar a família real na tentativa de arquivar nova série de The Crown”, escreveu o Express no título de um artigo.

Prevista para chegar ao catálogo da Netflix em novembro, a nova leva de episódios trará as polêmicas do casamento dos pais do duque de Sussex, Charles e a princesa Diana. A morte trágica de Lady Di também irá desenrolar na quinta temporada. Os capítulos se concentrarão nos anos de 1990 a 1997.

Harry deve criticar a Netflix

Colunista do tabloide Daily Mail, Jan Moir se questionou sobre Harry se manifestar contra a Netflix pela “invasão” na vida da falecida mãe.

Leia Também:  Globo confirma Casa de Vidro para o ‘BBB 22’; confira detalhes

“Certamente ele vai protestar contra essa nova ofensiva à memória de sua mãe, uma mulher que não está mais por perto para se defender das blasfêmias dos cineastas disfarçados de buscadores da verdade?”, ponderou a escritora. Segundo a imprensa, alguns episódios da série trazem o envolvimento de Diana com amantes, antes dela se divorciar de Charles.

Nas telinhas, Lady Di será interpretada pela atriz australiana Elizabeth Debicki. “Certamente ele estará repreendendo a Netflix na primeira oportunidade por essa intrusão grosseira na privacidade de sua família. Essa invasão é a representação do estado mental de sua mãe em seus momentos mais íntimos?”, exclamou Moir.

A colunista do Daily Mail acrescentou: “Ou isso é outro silêncio ensurdecedor que ouço de Montecito?”.

“O silêncio de um príncipe que tem seus próprios negócios lucrativos da Netflix para proteger. Sem mencionar os planos de colher a história real recente para o próprio ganho”, defendeu a escritora.

No ponto de vista dela, os eventos dramatizados em The Crown são atuais demais para “serem servidos como entretenimento para as massas”. “A escavação e exploração sexual do passado recente de uma família que não pediu essa atenção e que não pode fazer nada a respeito parece muito injusta”, endossou Jan Moir.

Leia Também:  Demi Lovato: artista mergulha no rock em novo single. Ouça o trecho

“Metrópoles”

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA