CUIABÁ

Siga nossas redes

É a terceira alta consecutiva do indicador

Vendas do comércio crescem 0,4% de setembro para outubro, diz IBGE

Publicado em

ECONOMIA

O volume de vendas do comércio varejista teve alta de 0,4% na passagem de setembro para outubro deste ano. Segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgados hoje (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esta é a terceira alta consecutiva do indicador.

O varejo teve altas também de 0,6% na média móvel trimestral, de 2,7% na comparação com outubro do ano passado, de 1% no acumulado do ano e de 0,1% no acumulado de 12 meses.

Na passagem de setembro para outubro, cinco das oito atividades pesquisadas apresentaram crescimento no volume de vendas: móveis e eletrodomésticos (2,5%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (2%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (2%), combustíveis e lubrificantes (0,4%) e hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,2%).

As outras três atividades tiveram queda nas vendas: artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (-0,4%), tecidos, vestuário e calçados (-3,4%) e livros, jornais, revistas e papelaria (-3,8%).

A receita nominal teve crescimento de 0,2% na comparação com setembro deste ano, de 12,2% em relação a outubro de 2021, de 15,1% no acumulado do ano e de 13,9% no acumulado de 12 meses.

Leia Também:  Petrobras eleva preço de querosene de aviação em 7,3%

Varejo ampliado

O varejo ampliado, que também analisa as vendas de materiais de construção e de veículos e peças, cresceu 0,5% em outubro, na comparação com o mês anterior. As duas atividades tiveram queda: veículos e motos, partes e peças (-1,7%) e material de construção (-3,5%).

O comércio varejista ampliado teve alta de 0,3% na comparação com outubro de 2021, mas apresentou quedas de 0,5% no acumulado do ano e de 1% no acumulado de 12 meses.

A receita nominal do varejo ampliado teve altas de 0,6% na comparação com setembro deste ano, de 10,1% em relação a outubro de 2021, de 13,6% no acumulado do ano e de 13,1% no acumulado de 12 meses.

“EBC”

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Petrobras reduzirá preço do gás natural a distribuidoras em 11,1% a partir de fevereiro

Publicados

em

A Petrobras anunciou nesta terça-feira (10) que os preços de venda de gás natural a distribuidoras terão redução de 11,1%, em média, a partir de 1º de fevereiro, em relação aos preços praticados no trimestre novembro-dezembro-janeiro.

Os contratos da estatal com as distribuidoras preveem atualizações trimestrais e vinculam a variação do preço do gás às oscilações do petróleo Brent e da taxa de câmbio.

Segundo a Petrobras, o petróleo teve queda de 11,9%, e o câmbio teve depreciação de 0,2%. Houve ainda, conforme previsto nos contratos celebrados no final de 2021 e com vigência de 2022 a 2025, redução na fórmula de precificação que passou de 16,75% do Brent para 14,40% do Brent.

“Reuters”

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Veja 50 dicas para evitar ser pego pela inflação
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA