CUIABÁ

Siga nossas redes

Casa caindo...

Polícia Federal deflagra 14ª fase da Operação Descarte

Publicado em

BRASIL

Ação visa apurar esquema de lavagem de dinheiro e corrupção de agentes políticos em troca de apoio na contratação de empresas pertencentes aos investigados por empresas públicas do Governo Federal.

A Polícia Federal, em conjunto com a Receita Federal e o Ministério Público Federal, deflagrou a Operação Acurácia, 14ª fase da Operação Descarte. O objetivo é apurar um esquema de lavagem de dinheiro e corrupção de agentes políticos em troca de apoio na contratação de empresas pertencentes aos investigados por empresas públicas do Governo Federal.

Cerca de 50 policiais federais e servidores da Receita Federal cumprem oito mandados de busca e apreensão na Grande São Paulo e na cidade de Passos/MG. As ordens judiciais foram expedidas pela 2ª Vara Criminal Federal de São Paulo/SP

A PF verificou que o grupo investigado simulou várias operações comerciais e financeiras inexistentes com a finalidade de desviar dinheiro de empresas que atuam na área de medicamentos para empresas de fachada. O intuito dessas operações fictícias era gerar dinheiro em espécie, utilizado como propina a agentes políticos como pagamento em troca de favorecimento na contratação das empresas por estatais.

A participação dos executivos, funcionários e sócios das empresas envolvidas nas operações simuladas é investigada.

Os envolvidos poderão responder, na medida de sua participação nos fatos, pelos crimes de associação criminosa, corrupção ativa e passiva, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e operação de instituição financeira sem autorização.

O nome da operação faz referência ao nome de uma das empresas envolvidas, em cuja sede está sendo cumprido mandado de busca e apreensão.

“PF”

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Homem que matou trabalhador pelas costas é preso pela Polícia Civil em Matupá
Propaganda

BRASIL

Reportagem especial – Novas imagens de câmeras de segurança mostram jornalista sendo agredido em delegacia no RS

Publicados

em

O jornalista Joel Teixeira, conta o que aconteceu com o jornalista Luciano Resmini, após acompanhar um foragido da Justiça para se entregar à PF. O fato ocorreu em São Borja, região das missões no RS. 

Assista ao vídeo

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil abre investigação para apurar crime de maus tratos e lesão contra bebê de 10 meses
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA