Auxílio de R$ 600: Caixa paga 1ª e 2ª parcelas a 7,8 milhões de pessoas
EUA registram 638 mortes por Covid-19 no domingo
Vital Brazil e UFRJ testam soro para tratar covid-19
Mais um: Morador em Colíder, com covid-19 é internado em estado grave em UTI do HRCOL
Publicado em 20/05/2020
"Vagabundo! não mexe com a minha esposa não... só um conselho!!" diz prefeito a repórter em cidade de Mato Grosso
Policia

Por Joel Teixeira 


O repórter Juvenilson dos Santos Martins, conhecido como "Mister Tripa", da TV Cidade Verde em Peixoto de Azevedo(MT); a 120 km de Colíder, no Norte de Mato Grosso, registou um  boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Judiciária Civil da cidade, nessa quarta-feira(20), no qual relata uma ameaça contra ele, feita pelo prefeito do município, Mauríco Ferreira (PSDB). 


O motivo 


Tripa diz que a ameaça foi feita via whatsapp, após ele ter feito uma matéria terça-feira(19) por volta das 22h20, sobre a retirada repentina de tendas e o corte de energia de um local na Avenida Brasil, onde profissionais de saúde, voluntários no combate ao vírus influenza H1N1, faziam atendimento, vacinavam crianças, adultos acima de 55 anos e idosos, a fim de evitar aglomeração nos hospitais e PSFs. A ordem de enceramento e de desmonte da estrutura em pleno atendimento, teria saído da Secretaria de Ação Social, através da primeira dama Marisete Terezinha Alberti de Souza, segundo relatos de funcionários da prefeitura que informaram sobre a parada dos trabalhos naquele momento. 
Juvenilson disse ao TV Notícias que fez apenas o trabalho jornalístico de informar e questionar, "ela em um ato irresponsável, mandou interromper uma ação que atendia à várias mães e  crianças. Sem explicação nenhuma, já ao anoitecer o eletricista chegou cortando a energia; os enfermeiros voluntários ficaram com cara de tacho, sem uma explicação sobre o motivo da retirada. Simplesmente disseram que foi ordem, determinação e estavam tirando e, as mães reclamavam que precisavam vacinar os filhos. Eu apenas gravei um vídeo pedindo explicações da primeira dama. Em vez de ela responder e explicar, não... o marido dela à 00h05 proferiu essas ameaças contra mim."


O outro lado


Procurado pelo TV Notícias, o prefeito Maurício Ferreira afirmou que só quer proteger a familia dele de supostos ataques do repórter, "esse moço, faz algum tempo que vem me ameaçando em whatsapp, mandando mensagem; só ontem eu mandei uma mensagem para ele, pedindo pra ele não mexer com a minha esposa(sic), eu  estou em Cuiabá em algumas situações interessantes do município e aí ontem eu vi uma matéria dele. Primeiro que a minha esposa não tem nada a ver com a matéria que ele fez, ele é um mentiroso, é um covarde, é uma pessoa inescrupulosa, sem um pingo de caráter, sem formação cultural nenhuma. Eu pedi a ele que não mexesse com a minha esposa, porque esses caras começam a mexer com a esposa, começam a mexer com o filho, então eu recomendei a ele e dei um conselho a ele, que não fizesse isso, que no momento certo essas situações serão resolvidas judicialmente. Só chamei de vagabundo que é muito mais que isso; é pouco né, e para ele poupar a minha família."


A versão de Marisete, a primeira dama 


Perguntada se ela autorizou a retirada das tendas do local onde estava acontecendo atendimento de vacinação, Marisete disse que foi apenas uma manutenção, "ninguém autorizou tirar tendas nada, inclusive quem as colocou fomos nós da prefeitura.  O menino só ia mexer nas lâmpadas lá, ia colocar mais lâmpadas e o pessoal achou que ia encerrar, só isso. As tendas continuam lá, no dia de hoje tem vacinação e tudo. Isso aí é só momento do cara que fica usando todo mundo.


Sobre confirmação e condenação por ameaça
Art. 147 - Ameaçar alguém, por palavra, escrito ou gesto, ou qualquer outro meio simbólico, de causar-lhe mal injusto e grave:
Pena - detenção, de um a seis meses de prisão, ou multa.


 

Vital Brazil e UFRJ testam soro para tratar covid-19
Após internação, novo exame de Toffoli dá negativo para covid-19
Policia Federal apreende celulares e computadores de Luciano Hang
Morador de Sinop, Stachin é alvo da PF por disseminar ofensas e ameaças ao STF
Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira