Fundador da Ricardo Eletro é preso em SP em operação contra sonegação fiscal em MG
Pandemia causou impacto em 57% das companhias exportadoras, revela CNI
Polícia Civil prende 57 pessoas no Sul de Minas durante operação Divisas
Coronavírus em esgoto de 5 países antes de surto na China aumenta mistério sobre origem do vírus
Publicado em 13/02/2020
UTI neonatal do Hospital Regional de Colíder continua sem atender demanda, enquanto bebês esperam regulação para outros lugares
Diretora diz que está em Cuiabá para resolver
Saúde
UTI neonatal do Hospital Regional de Colíder continua sem atender demanda, enquanto bebês esperam regulação para outros lugares

Por Joel Teixeira

A redação do TV Notícias vem recebendo constantes denúncias da população sobre a falta de atendimento na UTI neonatal do Hospital Regional de Colíder. A unidade que estava fechada há anos, foi reinaugurada dia 30 de Janeiro, com muito alarde da classe política local. O prefeito Noboru Tomiyoshi e o vice-prefeito Massahiro Ono posaram para fotos, juntamente com a diretora do HRCOL Miriam Alves, o vereador Jaime Lima também compareceu, além do staff da Saúde de Colíder.

A diretora do HRCOL Miriam Alves, o prefeito Noboru, o vice Ono e todo o staff da Saúde de Colíder

Passaram-se 5 dias e houve a fixação de um aviso na porta UTI neo sobre o fechamento temporário da unidade para procedimentos técnicos internos. A nossa produção entrou em contato com a diretora Miriam e ela esclareceu que estava havendo fiscalização de contrato e inspeção técnica, mas que na segunda-feira (10) ocorreria atendimento. Todavia a abertura não ocorreu e os clientes da Saúde Pública entraram em contato com o TV Notícias a fim de respostas sobre o fato.

O pai de um recém-nascido, senhor Ricardo Gonçalves publicou um desabafo nas redes sociais que está comovendo a população. Veja na íntegra:

Nesse momento, gostaria de expressar, jogar pra fora uma angústia que passo nesse momento, sem querer chamar a atenção e muito menos denegrir a imagem de outrem.

Nasceu no último dia 09/02/2020, na unidade do HOSPITAL REGIONAL DE COLIDER, meu filho RICARDO JÚNIOR,  pré-maturo, com 32 semanas, devido o rompimento da Bolsa  Amniótica, sendo assim necessitou de cuidados mais especiais, como um amparo de uma NEO NATAL,  fiquei aliviado devido ter vistos em reportagens e em redes sociais, que nessa mesma UNIDADE DE ATENDIMENTO já estaria funcionando a Neo, devido meu filho necessitar desse atendimento ,fui obrigado a saber e tomar conhecimento dessa realidade e  desse fato lamentável  que na verdade a UTI, NEONATAL não está em funcionamento de forma alguma , não é real as informações passadas as pessoas, na qual necessita desse atendimento. Portanto meu filho estando ali na unidade numa pediatria normal, veio  ter complicações respiratórias,  precisou ser sedado, entubado e ainda se encontra na unidade, eu presenciando isso necessitando de ser trasladado de município pra um recurso melhor não conseguiam vaga, com toda essa situação,  busquei amparo as pessoas responsáveis, dirigi até a Prefeitura Municipal com intuito de encontrar uma solução,  ouvi que o transporte aéreo de uma UTI AÉREA,  daria muito gasto ao governo,  gente onde vamos chegar nesse país , no estado ou que seja no munícipio,  que o dinheiro vale mais que uma "Vida", sendo que pagamos impostos até Pra respirar e não ser cedido pelas pessoas responsáveis um transporte aéreo e rápido a um paciente indefeso, correndo o risco de perder a vida, MEU DEUS,  isso foi a pior coisa que ouvi em toda minha existência, voltei a unidade, conversei com assistente social e os médicos que me informaram que não conseguiram de forma alguma transporte aéreo e que seria feito o transporte por uma UTI MOVEL VIA TERRESTRE, AUMENTANDO ainda mais o risco do meu filho. Mas enfim, foi a única solução encontrada e cedida pelos responsáveis pelo o caso.

Horário previsto pra sair daqui a pouco as 5 horas da manhã ,sentido a Lucas do Rio Verde MT, espero que tudo ocorra bem, que Deus possa estar cuidando dessa viagem e da vida do meu Filho...

Essas são umas palavras  amargas,  palavras doloridas , expressão de dor e falta de apoio , às pessoas superiores que estão no cargo pra que possamos ser ajudados nesses momentos difíceis que a vida nos proporciona...

Muito triste por tudo isso que está acontecendo, isso precisa e necessita ser MUDADO, com máxima urgência pra que outras pessoas não precisem passar por isso..

O outro lado

O TV Notícias entrou em contato com a diretora Miriam Alves e ela disse que está em Cuiabá para resolver a situação, “estou em Cuiabá em reunião para resolver isso. Não menti em momento algum, repassei o que a empresa pediu de prazo por se tratar de uma empresa terceirizada. Minha função é fiscalizar, como já expirou o prazo protocolado pela empresa, estamos em Cuiabá para notificar isso. Chegando em Colíder irei esclarecer o ocorrido.”

O desabafo do pai no Facebook

Recuperados da Covid-19 mantêm cuidados mesmo após infecção
Pandemia causou impacto em 57% das companhias exportadoras, revela CNI
Cientistas pedem que OMS reavalie transmissão do novo coronavírus pelo ar
Fundador da Ricardo Eletro é preso em SP em operação contra sonegação fiscal em MG
Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira