Publicado em 20/09/2017
Terremoto faz escola desabar e mais de 20 crianças morrem
O sismo atingiu 7.1 graus
Mundo
Terremoto faz escola desabar e mais de 20 crianças morrem

Um terremoto de 7,1 graus deixou ao menos 217 mortos na terça-feira no México, entre eles mais de 20 crianças em uma escola, enquanto prosseguem os trabalhos de resgate em vários prédios que desabaram, exatamente no 32º aniversário do tremor que destruiu a capital federal.

O presidente Enrique Peña Nieto, que não estava na capital no momento do terremoto e retornou para coordenar os trabalhos de resgate, visitou durante a noite a escola de ensino fundamental Enrique Rebsamen, um edifício de três andares que desabou na tragédia.

"Lamentavelmente, várias pessoas morreram, incluindo meninas e meninos, em centros educativos, edifícios e casas. Quero expressar minhas condolências aos que perderam um familiar ou uma pessoa querida", disse Peña Nieto em sua primeira mensagem após o terremoto.

"Na escola temos 26 mortos, dos quais cinco são adultos e 21 crianças. Temos 11 crianças resgatadas e o número de pessoas presas oscila entre 30 e 40", disse José Luis Vergara, que coordena o resgate, ao canal Televisa.

Vergara explicou que os socorristas conseguiram estabelecer contato com uma professora presa nos escombros - que estava ao lado de uma criança - e que em outro ponto conseguiram comunicação com um menor de idade.

"É o local no qual temos o maior número de crianças que perderam a vida", afirmou Puente à imprensa.

Puente explicou que o número de mortos pode aumentar pelos relatos de pessoas desaparecidas, que podem estar nos escombros de de dezenas de edifícios que desabaram, sobretudo na zona sul e no corredor Roma-Condesa, bairro elegante onde vivem muitos estrangeiros.

O sismo desta terça-feira ocorreu às 13h14 locais (15h14 de Brasília). O epicentro localizou-se entre os estados de Puebla e Morelos, perto da capital.

O aeroporto internacional da Cidade do México suspendeu as operações durante mais de três horas.

- Silêncio -

Segundo a Prefeitura da Cidade do México, pelo menos 49 edifícios desabaram nas zonas do centro e do sul da capital. Durante a noite, muitas pessoas observavam suas casas em colapso.

Os bairros mais afetados estão sem energia elétrica, que foi cortada pelas autoridades para evitar possíveis explosões após o relato de vários pontos de vazamento de gás.

Centenas de socorristas, mais de 3.600 militares e muitos civis retiravam escombros com as mãos.

"Silêncio! Parece que alguém grita!": a frase foi ouvida em diversas áreas com imóveis que desabaram. Muitos aplausos e lágrimas eram registrados no momento do resgate de um sobrevivente.

As autoridades criaram abrigos para as famílias que perderam suas casas ou com residências com muitos danos estruturais. Várias pessoas passaram a noite na rua ou seguiram para as casas de parentes.

Assista a vídeo sobre o sismo

 

TV Notícias com Em

 

Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira