CUIABÁ

Siga nossas redes

TECNOLOGIA

Google vai inaugurar primeira loja física em Nova York

Publicado em

TECNOLOGIA

 

 

source
Primeira Google Store física
Divulgação/Google

Primeira Google Store física

Após anos de especulação, o Google decidiu abrir sua primeira loja física em Nova York. Na loja, a empresa vai oferecer uma ampla seleção de produtos “Made by Google” aos consumidores, incluindo os modelos mais recentes dos celulares da linha Pixel , os gadgets inteligentes da família Nest , Pixelbooks e dispositivos da Fitbit .

A companhia de Mountain View diz que a decisão faz parte de uma etapa importante em sua jornada no segmento de hardware e ressalta que os visitantes poderão experimentar como os produtos e serviços do Google funcionam em uma “variedade de maneiras envolventes”.

Você viu?

Além das compras, ainda haverá ajuda e suporte aos clientes, solução de problemas e até reparos, como, por exemplo, a substituição de telas rachadas. Algo parecido com o que a Apple oferece em suas lojas físicas.

Com a pandemia , o Google afirma que o processo de compra será um pouco diferente. O número de pessoas na loja, por exemplo, será limitado. As medidas de segurança incluem: uso obrigatório de máscara, higienização das mãos, distanciamento social e limpeza do ambiente várias vezes ao dia.

A primeira Google Store será construída sob um dos escritórios da gigante de buscas e será inaugurada entre junho e setembro. A companhia declarou que a loja é como “uma extensão natural” do seu compromisso de mais de 20 anos com a cidade de Nova York. O empreendimento ficará no bairro Chelsea, onde atualmente residem milhares de funcionários da empresa.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

WhatsApp: Argentina determina suspensão de nova política de privacidade

Publicados

em

Por


source
WhatsApp é investigado na Argentina
Unsplash/Alexander Shatov

WhatsApp é investigado na Argentina

A Argentina ordenou que a nova política de privacidade do WhatsApp , que passou a valer no último sábado (15) , seja suspensa no país. De acordo com o governo local, os novos termos do aplicativo configuram “abuso de posição dominante”. As informações são do G1.

A suspensão valerá por seis meses ou até a conclusão da investigação do caso, que está sendo feita pelo órgão argentino de proteção de dados . Segundo o Ministério do Comércio Interno da Argentina, 76% dos celulares do país possuem o WhatsApp instalado e, diante do grande número, o Facebook (dono do app) tem posição de dominância.

A Argentina disse, ainda, que o compartilhamento de dados do WhatsApp com o Facebook pode ser perigoso. “Estaria se formando um banco de dados de usuários com um nível de detalhamento que não pode ser replicado por outras empresas”, disse o Ministério, na resolução.

Além da Argentina, a Índia também determinou a remoção dos novos termos de uso . O prazo para o WhatsApp responder ao órgão regulador do país é de sete dias.

Aqui no Brasil , a  Autoridade Nacional de Proteção de Dados ( ANPD ) determinou que usuários que não aceitarem os novos termos dentro de 90 dias não poderão sofrer sanções do WhatsApp .

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA