A dieta perfeita para salvar o planeta e a saúde do ser humano
Colíder está um caos, mas o povo só se manifesta por shows e comida de graça
Vazamento expõe 800 milhões de e-mails e senhas na internet
Pavor se espalha via WhatsApp e amplifica crise de segurança no Ceará
Publicado em 27/12/2018
Seis suspeitos são presos por espancarem jovem até a morte em Terra Nova do Norte
Policia
Seis suspeitos são presos por espancarem jovem até a morte em Terra Nova do Norte

Seis pessoas suspeitas de cometerem um homicídio em Terra Nova do Norte (643 km de Cuiabá) foram detidas por policiais do 22º Batalhão no início da tarde de terça-feira (25.12) quando fugiam para Peixoto de Azevedo. Entre os envolvidos estão quatro menores com 17 anos de idade. O crime teria acontecido na madrugada do mesmo dia, por volta das 2h, no Bar Disque Latinhas, no Centro da cidade, vitimando por espancamento Daniel de Oliveira Barros, 20 anos.
Uma denúncia informou que o grupo estaria fugindo em um Fox prata, sendo avistado na BR 163, em frente ao Auto Posto Araguaia, quando foi abordado pela PM. Em revista pessoal, foi localizada uma balança de precisão com o suspeito J.A.F., 17. Este teria assumido, juntamente com L.E.A., 17, a autoria do homicídio. Ele disse que estava com uma espingarda e após a ocorrência, teria escondido a arma em um matagal próximo a um supermercado em Terra Nova do Norte, mas os policiais não  encontraram a arma.
Os suspeitos foram encaminhados para a Polícia Civil de Peixoto de Azevedo. Além dos dois citados, foram detidos também R.C.F., 17, P.A.S., 21, G.A.B.F., 30, e a adolescente P.M.S., 17.

O CRIME

A vítima Daniel de Oliveira Barros, segundo relatado por testemunhas, teria entrado correndo no Bar Disque Latinhas, sendo perseguida por quatro pessoas, uma delas armada com uma espingarda, que foi usada para dar coronhadas na cabeça do rapaz. Os demais suspeitos também espancavam Daniel com chutes, socos, pedaços de pedra e tacos de sinuca.
Um cunhado da vítima informou que Daniel  teria se envolvido às vésperas do Natal em pelo menos três brigas, sendo a última confusão pelo furto do seu capacete. Daniel teria recuperado o capacete com os supostos ladrões, mas também discutiu com eles. Pouco depois entrou correndo no estabelecimento onde foi espancado até a morte.

Fonte: Nortão Notícias 

Veja vídeo - Filho legítimo do cantor Marciano, não reconhecido por ele, diz que perdoa e pede perdão ao pai falecido na madrugada desta sexta-feira
Vazamento expõe 800 milhões de e-mails e senhas na internet
Colíder está um caos, mas o povo só se manifesta por shows e comida de graça
Policial Militar é condenado a 24 anos de prisão por morte a pauladas de jovem de 16 anos
Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira