Fazendeiro é executado a tiros na frente da esposa em MT
Testemunha aponta excessos em treinamento de Bope
Acusado de matar empresário em Matupá se entrega na delegacia e fica preso
Bolsonaro deve desembarcar em Sinop para inaugurar obra de pavimentação da BR-163 no Pará
Publicado em 12/02/2020
Por 3 votos a 0 a Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá aprovou a cassação do mandato do vereador Abílio Júnior
Política
Por 3  votos a 0 a Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá aprovou a cassação do mandato do vereador Abílio Júnior

Por três votos a zero a Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá aprovou a cassação do mandato do vereador Abílio Júnior (PSC) por quebra de decoro parlamentar. Ele foi acusado de constranger funcionários públicos do Município se utilizando de seu cargo.

O relatório final da investigação contra Abílio foi votado na manhã desta quarta-feira (12), em uma sessão especial que começou com três horas de atraso. Membro da Comissão, o vereador Vinicius Hugueney não apareceu no horário marcado, 7h da manhã.

Ricardo Saad (PSDB) foi o relator e, em seu voto, desconsiderou outra dezena de denúncias que pesavam contra Abílio. Elas tratavam de declarações do vereador que, na avaliação de Saad, estavam protegidas pela imunidade parlamentar.

“Algo longe de ser um privilégio”, Saad destacou, pontuando se tratar de um mecanismo de “proteção” aos vereadores para que possam se manifestar, principalmente, quando fazem críticas a outros agentes políticos.

Toninho de Souza é o presidente da Comissão de Ética. Ricardo Saad, o relator do processo (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Apesar desse entendimento, em relação à denúncia que envolveu funcionários do Hospital São Benedito – que teriam sido constrangidos por Abílio no dia 25 de novembro de 2019, oportunidade em que vereador teria tentado obter documentos públicos – Ricardo Saad disse não restar dúvidas de um comportamento que atentaria contra a dignidade da Câmara de Cuiabá.

" O Livre "

Corpo encontrado em lago de Matupá é identificado
Ulysses migra para o PSL em manobra do DC para fortalecer Elizeu rumo ao Senado
MEGA-SENA ACUMULA OUTRA VEZ. ACUMULOU PARA R$ 120 MILHÕES
OAB não aceitará inscrição de acusados de violência contra mulheres
Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira