CUIABÁ

Siga nossas redes

Política

Wellington e Maluf prestam depoimentos em processo contra Sérgio Ricardo

Publicado em

POLÍTICA

O juiz Bruno D’Oliveira Marques, da Vara Especializada em Ação Cível Pública de Cuiabá, ouve na manhã desta para quarta-feira (14), o depoimento do senador Wellington Fagundes (PL) e do conselheiro Guilherme Antônio Maluf, em ação sobre compra de vagas no Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT).

Na segunda-feira (12), o magistrado ouviu o conselheiro José Carlos Noveli, ex-diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (​Dnit), Luiz Antônio Pagot, o ex-deputado estadual Mauro Savi e o ex-secretário de Casa Militar, Alexander Torres Maia. 

Audiência está relacionada ao processo que questiona a indicação do ex-deputado estadual Sérgio Ricardo ao cargo de conselheiro do TCE.

Estava previsto ainda o interrogatório do ex-secretário de Casa Civil, Eumar Roberto Novacki, e do deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), atual líder do governo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, mas houve desistência por parte dos solicitantes.

O magistrado ainda deixou pré-definido que o prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro e o deputado estadual Ondanir Bortolini sejam ouvidos no dia 24 de agosto. Entretanto, deixou avisado que caso eles não possam comparecer à audiência virtual, que indiquem outro dia e hora para serem inquiridos.

O Ministério Público Estadual (MPE) quem promoveu a ação por ato de improbidade em face do ex-parlamentar.

Além dele foram arrolados ao processo o ex-governador Blairo Maggi, Silval da Cunha Barbosa, Alencar Soares Filho, Eder Moraes, Junior Mendonça, Humberto Bosaipo, José Riva e Leandro Valoes Soares.

Na ação, o MPE aponta a atuação de uma organização criminosa investigada em 2014, na Operação Ararath.

Em depoimento prestado à Justiça, o ex-deputado estadual José Riva teria afirmado que a negociata para a compra da vaga teria custado em torno de R$ 15 milhões.

“Repórter MT”

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Leitos Definitivos Com Menor Valor Do País
Propaganda

POLÍTICA

Bolsonaro anuncia que indicou Augusto Aras para novo mandato na PGR

Publicados

em

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou as redes sociais nesta terça-feira (20/7) para anunciar que enviou ao Senado Federal uma mensagem propondo a recondução de Augusto Aras como Procurador-Geral da República.

“Encaminhei ao Senado Federal mensagem na qual proponho a recondução ao cargo de Procurador-Geral da República o Sr. Antônio Augusto Aras”, escreveu o presidente.
 
A indicação do cargo é prerrogativa do presidente. Agora, cabe ao Senado sabatinar o indicado, na  Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), e em seguida, aprovar ou rejeitar a nomeação. 
Para ser aceito de novo, Aras precisa de pelo menos 41 votos favoráveis.
Aras foi indicado pela primeira vez por Bolsonaro para assumir o comando do Ministério Público Federal em setembro de 2019.
“ESTADO DE MINAS”
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  CURSO DE APICULTURA É OFERECIDO A PRODUTORES DE COLÍDER PARA INCENTIVAR PRODUÇÃO DE MEL
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA