CUIABÁ

Siga nossas redes

POLÍTICA

Deputado Claudinei garante emenda e visita obra inacabada da PM de Dom Aquino

Publicado em

POLÍTICA


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) visitou, em dezembro de 2021, a sede do 1° Pelotão da Polícia Militar (PM) de Dom Aquino, que pertence ao 4° Comando Regional de Rondonópolis, com o vereador Tenente Francismar (PL). Na oportunidade, eles foram até um imóvel abandonado que teve as obras suspensas pelo governo de Mato Grosso, há cerca de 14 anos, onde seria construído um batalhão da instituição policial. 

“Visitamos esse prédio e me comprometi a fazer as articulações com outros parlamentares para obtermos emendas federais e, claro, ver com o governo estadual como está essa situação para que possamos concluir essa importante obra para o município e aos servidores militares”, explica o deputado. 

Claudinei aproveitou a oportunidade para firmar o compromisso com o município, em que fará a destinação de emenda no valor de R$ 140 mil para aquisição de câmeras de monitoramento para serem instaladas em Dom Aquino. “A instalação de câmeras vai contribuir no combate de crimes no município, principalmente na entrada da cidade vindo de Campo Verde e, na saída, indo para Jaciara”, disse. 

Leia Também:  Claudinei busca soluções no Dnit para acesso da BR-364 a distrito em Juscimeira

Para Francismar, essas câmeras é um grande sonho dos militares para inibir diversos tipos de crimes que ocorrem na região. “O deputado Claudinei já era um grande parceiro de polícia, por muitos anos, e agora na vida política. Essa parceria vai garantir uma melhor segurança para os moradores de Dom Aquino. Recebemos a boa notícia com a destinação de emendas e a população vai ficar, com certeza, muito feliz e o prefeito também”, declarou o vereador. 

Viatura – Em julho de 2020, o 1° Pelotão da PM de Dom Aquino recebeu uma viatura para atender o trabalho dos servidores da unidade, por meio da indicação de n.º 2.084/2019 do deputado Claudinei que fez a solicitação para a Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp).

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

Oitenta famílias de Poconé ainda aguardam a entrega das casas do residencial Guatós II

Publicados

em


Foto: ROBSON FRAGA / ASSESSORIA DE GABINETE

Cerca de 80 famílias de Poconé (100 km de Cuiabá) ainda aguardam a entrega das casas do residencial Guatós II. Os imóveis fazem parte de um conjunto de 200 habitações populares que começaram a ser construídas em 2012, com recursos (R$ 13 milhões) do programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal, em parceria com o Estado e a Prefeitura.
As primeiras 120 unidades, no Guatós I, foram entregues em janeiro de 2017, cinco anos após a assinatura do contrato, por intervenção do atual deputado estadual Wilson Santos (PSDB); na época, secretário de Estado de Cidades. De lá pra cá, as obras emperraram e as casas do Guatós II foram invadidas e depredadas. Agora, estão vazias aguardando apenas acabamento. Redes de água e energia já estão prontas.
Semana passada, durante as comemorações do aniversário de Poconé (21.01), Wilson Santos esteve no local. O deputado conversou com populares e autoridades e apurou que para concluir as obras são necessários R$ 500 mil.
“Quando cheguei à Secid as obras estavam paradas. Fui à Poconé e fiz o compromisso de entregar 120 imóveis até janeiro de 2017. O compromisso foi cumprido, mas com o fim do Governo da época as obras pararam. Estou retomando esta luta para que as últimas casas sejam entregues ainda este ano”, disse o parlamentar.
“Fiz indicação ao governador e já entrei em contato com a empreiteira e com a Caixa para tratar do financiamento. As 80 famílias já foram selecionadas pela prefeitura. Se não houver orçamento do governo para concluir o projeto ainda em 2022, ou impedimentos por ser um ano eleitoral, vou destinar os R$ 500 mil que faltam através de emenda parlamentar. Estas famílias não ficarão sem suas casas”, garantiu Wilson Santos.
Financiamento – Os 200 imóveis dos residenciais Guatós I e II fazem parte do Programa Minha Casa, Minha Vida que contemplou, em 2017, 120 famílias com renda de até R$ 1.800 por mês. O valor médio das prestações é de R$ 80 mensais, mas variam de R$ 25 a R$ 120 de acordo com a renda familiar. O prazo total do financiamento é de 10 anos.
 

Leia Também:  Deputado Claudinei faz balanço da atuação parlamentar em Rondonópolis
Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA