CUIABÁ

Siga nossas redes

POLÍCIA

Jornada de Segurança Pública debate enfrentamento a crimes na área rural

Publicado em

POLÍCIA


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A terceira etapa da Jornada Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, promovida pelo Ministério da Justiça, reúne nesta semana, em Sinop, autoridades da área de vários estados para debater práticas e experiências investigativas sobre o policiamento rural no País.

O delegado-geral da Polícia Civil, Mário Dermeval Resende, participou da abertura do evento na terça-feira, junto com o secretário estadual de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, e o secretário Nacional de Segurança Pública, Carlos Renato Paim.

O encontro segue até esta quinta-feira e reúne profissionais da segurança de vários estados para debater e compartilhar experiências em relação ao policiamento nas regiões rurais e a investigação criminal qualificada no enfrentamento aos crimes rurais, entre eles os relacionados a roubos de cargas, contrabando de defensivos e organização criminosa.

O intuito da Jornada Nacional de Segurança Pública é produzir, a partir das discussões, diagnósticos e captar informações para construção de uma ação de política pública voltada para a segurança rural.

Crime organizado e defensivos contrabandeados

A mesa redonda desta quarta-feira (24) tratou sobre “Investigação Criminal Qualificada no Enfrentamento aos Crimes Rurais”, com a participação de delegados das Polícias Civis de Mato Grosso e do Rio Grande do Sul.

Leia Também:  Seis suspeitos são presos por espancarem jovem até a morte em Terra Nova do Norte

O delegado Vitor Hugo Bruzulato, da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), explanou sobre a atuação da instituição em relação a roubos e furtos de carga, crime organizado, roubo a bancos e contrabando de defensivos, entre outros delitos que são apurados pela unidade que tem atribuição estadual.

“Todo o trabalho de enfrentamento a esses crimes é desenvolvido de forma integrada com outras unidades da Polícia Civil, em virtude da dimensão territorial de Mato Grosso, e também de outras instuições, como por exemplo, a Polícia Rodoviária Federal que tem sido parceira nas ações de represssão ao contrabando e roubo de defensivos, tráfico de drogas, por exemplo”, citou o delegado.

Seis operações da Polícia Civil realizadas pela GCCO neste ano, com foco nos crimes de roubos de cargas, tráfico, defensivos agrícolas e roubo a bancos, resultaram em 158 prisões e 62 cumprimento de buscas e apreensões, bloqueio de R$ 12 milhões em contas de investigados e 75 veículos apreendidos (entre 12 carretas).

O trabalho de repressão realizado nas regiões rurais é constante e tem a integração com a PRF de Mato Grosso, como destacou o delegado Vitor Hugo. “Temos uma parceria muito exitosa com a Polícia Rodoviária Federal e em um estado de dimensões continentais, com a economia agrícola bem forte, as apreensões de defensivos contrabandeados é constante. Neste ano, já foram 19 toneladas apreendidas”, explicou.

Leia Também:  MP intimará vice-governador para avaliar Maria da Penha

O delegado finalizou reforçando que a tecnologia e a inteligênciaa, junto ao trabalho integrado, são fundamentais para que as polícias possam avançar na repressão qualificadas a essas organizações criminosas.

A Jornada de Segurança Pública começou em setembro e será realizada em sete etapas, até março de 2022, com a discussão de temas como estatísticas de segurança pública; município, segurança pública e criminalidade; segurança nas fronteiras – integração e apoio mútuo; e violência doméstica e contra a mulher.

Com informações e imagens do MJSP

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Após ameaçar ex-mulher, suspeito é preso com revólver, munições e drogas em Carlinda

Publicados

em


Um homem foi preso pela Polícia Militar, na madrugada desta quarta-feira (1º.12), por ameaça, porte ilegal de arma de fogo e uso ilícito de drogas. O suspeito, de 27 anos, foi detido na cidade de Carlinda, após coagir a ex-convivente.

A ocorrência aconteceu na área central do município. O homem estacionou o seu veículo (uma caminhonete) em frente ao portão da residência da vítima e aguardava a ex-convivente.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a mulher acionou a PM, via 190, alegando que o suspeito teria feito várias ameaças através de mensagens de aplicativo, e que ele não aceitava a separação. Relatou ainda, que o suspeito possuia uma arma de fogo. 

Diante das informações, os policiais militares foram até a residência e se deparam com o indivíduo sentado ao lado do portão. Na aborgadem os militares encontraram duas porções de cocaina dentro de uma carteira. Já no interior do veículo, foi localizada uma pistola Beretta municiada, um carregador e 18 munições. À guarnição, o suspeito alegou que a arma era registrada, porém, não possuia o direito ao porte.

Leia Também:  Representantes da USP participam do Teste Público de Segurança

Dentro do veículo foram apreendidas, ainda; três pulseiras e dois anéis de ouro, um relógio e dez folhas de cheque. 

O homem foi detido, algemado e encaminhado ao núcleco de Polícia Militar de Carlinda, sendo posteriormente entregue à Polícia Civil de Alta Floresta. 

Fonte: PM MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA