CUIABÁ

Siga nossas redes

POLÍCIA

Homem é morto pela polícia durante abordagem em Peixoto de Azevedo

Publicado em

POLÍCIA

Por Joel Teixeira

Um homem de 32 anos, foi morto pela polícia na manhã dessa sexta-feira(14). De acordo com informações dos PMs, a Força Tática, efetuava rondas pelas ruas de Peixoto de Azevedo, no norte de Mato Grosso, quando avistou um veículo de cor branca, em “atitude suspeita;” o motorista teria supostamente atirado contra os policiais. Ele foi neutralizado a tiros pela guarnição. O suspeito chegou a ser enviado para o Hospital Regional da cidade, mas já teria chegado morto. De acordo com fontes do TV Notícias, ele foi atingido por oito perfurações de projetis.

O local do suposto confronto foi isolado e aguarda perícia. A polícia ainda não informou se vai haver perícia no corpo do homem morto.

Letalidade

O Mato Grosso tem tido um número alto de letalidade policial, de acordo com os noticiários produzidos pela imprensa no Estado. Todavia não há divulgação oficial, pela Secretaria Estadual de Segurança Pública, sobre números de mortos durante ações policiais.

O comandante do 15º Comando Regional da Polícia Militar,  James Jacio, anunciou que falará sobre o fato à imprensa daqui a pouco.

Atualizada

O outro lado

De acordo com o boletim de ocorrência, divulgado às 15h43 de hoje, a Polícia Militar apresentou uma espingarda calibre 22, um revólver calibre 38 com seis munições intactas, uma luneta e um rádio comunicador que pertenceriam ao suspeito.

Ainda conforme a PM, o homem era membro de uma facção criminosa, tinha quatro passagens pela polícia; posse irregular de arma de fogo, receptação, prisão por mandado e naturezas diversas. O rádio comunicador permitia monitorar a rede de rádios da Polícia, bem como, manter conversações com comparsas sem o risco de estar “grampeado”.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Estudo aponta meio milhão de tuítes ofensivos à imprensa em três meses no Brasil
Propaganda

POLÍCIA

Foragido por homicídio ocorrido há cinco anos em Cuiabá é preso em MS

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Um foragido por um homicídio ocorrido há quase seis anos, em Cuiabá, foi preso nesta quinta-feira (27.01), em Mato Grosso do Sul, após trabalho investigativo da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Capital para localizá-lo.

A.LA., de 65 anos, foi localizado em Campo Grande, após apuração da equipe do Núcleo de Inteligência da Delegacia de Homicídios de Cuiabá, que entrou em contato com a Polícia Civil do estado vizinho, que então realizou a prisão do foragido.

Em 2018, a DHPP deflagrou uma operação para prendê-lo e desde então, o autor do crime fugiu para Mato Grosso do Sul. Ao ser preso nesta quinta-feira, ele apresentou, inicialmente, um nome falso.

O crime ocorreu em agosto de 2016, no bairro Nova Esperança 2, na região do Distrito Industrial de Cuiabá. A vítima, Júlio César Barbosa Marinho, era usuária de drogas e supostamente havia furtado a oficina mecânica do autor do crime que, então, ameaçou o rapaz de morte e depois cometeu o crime. A vítima era filho de um vizinho do autor do crime.

Leia Também:  Impedido de entrar em restaurantes de NY, Bolsonaro come pizza na rua

Outra prisão

Na quarta-feira (26), a atuação do Núcleo de Inteligência da DHPP da Capital possibilitou a localização de um foragido da Justiça de Santa Catarina. L.M. estava com mandado de prisão decretado pela Comarca de Concórdia por tráfico de drogas.

A Polícia Civil catarinense solicitou apoio da DHPP e após contato com a Delegacia de Juína, foi possível localizar o foragido na cidade e realizar o cumprimento do mandado. Ele era procurado há anos pela polícia de Santa Catarina e se escondeu no noroeste de Mato Grosso.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA