Governo quer revogar 1.220 atos normativos editados entre 1850 e 2018
Hospital de Bonsucesso suspende atendimentos e passará por reforma
R$ 9,5 BILHÕES EM INVESTIMENTOS – “Programa Mais MT é realizado com base na realidade do Estado e para todos os mato-grossenses”
Guedes: Brasil terá que criar imposto digital e fará desoneração da folha
Publicado em 19/08/2020
Padre em Carlinda(MT) diz que menina de 10 anos, estuprada pelo tio, "gostava de dar"
Geral
Padre em Carlinda(MT) diz que menina de 10 anos, estuprada pelo tio,

Por Joel Teixeira

Recentemente em uma discussão numa rede social, o padre Ramiro José Perotto, pároco da cidade de Carlinda (MT), a 125 km de Colíder, ao posicionar-se contra o aborto, disse que a menina de 10 anos, residente no Espírito Santo, estuprada pelo tio por 4 anos consecutivos, estava gostando do abuso, que ela "gostava de dar". Após a declaração do padre ser criticada com veemência por seguidores, a postagem foi apagada.

Carlinda é uma cidade no Norte de Mato Grosso, tem 11.000 habitantes. A base econômica do município é a agricultura e pecuária.  

Nós tentamos contato com Ramiro, mas até o fechamento dessa matéria, não conseguimos falar com ele.

O caso que chamou a atenção em todo o Brasil

Uma menina de 10 anos foi levada para um Hospital em São Mateus (ES) no dia 7 de Agosto, ela queixa-se de dores abdominais. Os médicos que a atenderam desconfiaram que ela poderia estar grávida, fizeram o exame e descobriram a gestação de 22 semanas. Ao ser questionada, a criança disse que era estuprada pelo tio desde os 6 anos, mas não teria denunciado o estuprador porque ele a ameaçava. Mesmo sob protesto de alas de extrema-direita que não aceitavam o aborto, a menina passou pelo procedimento, concedido pela Justiça do Espírito Santo.

A gravidez foi interrompida na segunda-feira(17) em Recife(PE). O fato chamou a atenção da imprensa e das redes sociais. Durante toda a semana, diversos posicionamentos são discutidos, muitos de forma acirrada.

Outro  escândalo na mesma paróquia

Há 6 meses o padre Vailto Venâncio Filho, da mesma paróquia, foi afastado das funções, após duas mulheres que trabalhavam com ele, terem o acusado de assédio sexual. Em um vídeo, gravado pelo sitema de segurança do local, o padre dá um tapa nas nádegas de uma trabalhadora. Ela e uma colega denunciaram  Vailto. Disseram que frequentemente o padre dizia que queria ter relações sexuais com elas. 

A diocese Sagrado Coração de Jesus em Sinop, determinou o afastamento do padre e instaurou um procedimento interno na instituição. O caso está sendo investigado pela Policia Judiciária Civil de Carlinda.

PF abre inquérito para apurar pagamentos de R$ 9 milhões da JBS a Wassef
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
R$ 9,5 BILHÕES EM INVESTIMENTOS – “Programa Mais MT é realizado com base na realidade do Estado e para todos os mato-grossenses”
Guedes: Brasil terá que criar imposto digital e fará desoneração da folha
Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira