Polícia detém suspeita de enviar áudios sobre massacres em Várzea Grande
Publicado em 26/09/2017
Olha o Gáaas! : Em enquete realizada pelo TV Notícias com consumidores de gás de cozinha de diferentes pontos do Brasil, MT lidera em preços altos
A diferença de preços é gritante
Economia
Olha o Gáaas! : Em enquete realizada pelo TV Notícias com consumidores de gás de cozinha de diferentes pontos do Brasil, MT lidera em preços altos

Por: Joel Teixeira 

A Petrobrás informou que o preço do gás de cozinha aumenta 6,9% a partir de hoje, (26), segundo a companhia o reajuste é devido a variação dos preços no mercado internacional, durante o mês de Agosto.  O aumento é aplicado somente para o gás GLP que é de consumo residencial com botijões de 13 Kg.

O comunicado

"Considerando que o mercado de GLP ao longo do mês de agosto continuou mostrando-se pressionado por baixos estoques e que a proximidade do inverno no Hemisfério Norte aumenta a demanda pelo produto, o Grupo Executivo de Mercado e Preços da Petrobras decidiu por um reajuste de 6,9%, em média."

O TV Notícias fez uma enquete sobre os valores do gás GLP em minha página do Facebook (jornalista Joel Teixeira). Consumidores de diferentes partes do Brasil, participaram e o levantamento foi de diferença de valores de até 60%. O mais caro foi registrado em Colíder, Norte de Mato Grosso a 648 km de Cuiabá, o consumidor chegou a pagar R$ 130,00 pela carga de 13 kg. O preço mais barato foi registrado em São Paulo-SP, onde o consumidor pagou R$ 45,00 pela carga padrão de 13 kg. Os valores mais acentuados foram registrados no Mato Grosso, onde os consumidores afirmaram terem pago de R$ 75,00 a R$ 130,00 o botijão de gás. Em Juazeirinho Paraíba, distante 2.740,6 Km de São Paulo-SP o botijão de gás de 13 kg custa R$ 50,00 enquanto na maior metrópole brasileira o valor mais barato é de R$ 45,00. A região Sul, registra preços de R$ 50,00 a R$ 85,00, já o Centro-Oeste tem os registros mais caros, no Mato Grosso do Sul, São Gabriel do Oeste consumidores pagam em média R$ 90,00, já em Ponta Porã chega a R$ 72,00.

Na enquete, 90 pessoas do Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste participaram.

A explicação

A nossa reportagem entrou em contato com a Petrobrás e a explicação dada pelos técnicos em abastecimento de GLP é que os preços variam de um Estado para o outro, devido a fatores de logísticas, depende muito dos pontos de distribuição e caminhos para se chegar aos locais de revenda. Outro fator pode ser a especulação comercial.

Veja listas de participantes de diferentes locais no país e variações de preços:

 

 

 

 

 

 

Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira