CUIABÁ

Siga nossas redes

MATO GROSSO

Sema de Barra do Garças apreende mais de 50 redes de pesca no Rio Araguaia

Publicado em

MATO GROSSO


Equipes de fiscalização da Diretoria de Unidade Desconcentrada da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) de Barra do Garças apreenderam cerca de 50 redes fixadas na região do Lago Cruzeiro, no Rio Araguaia, na cidade de Araguaiana (564 km de Cuiabá). A fiscalização aconteceu na última quinta-feira (25.11).

A retirada de peixes dos rios com rede é considerada pesca predatória, o que configura crime ambiental. Durante o período de defeso da piracema, que vai até o dia 31 de janeiro de 2022 nos rios de Mato Grosso, toda a pesca é proibida, exceto a de subsistência. Conforme o diretor da DUD de Barra dos Garças, Moacir Couto, desde o início do defeso da piracema, já foram retiradas dos rios pela regional mais de 100 redes.

“É um trabalho que a Sema desenvolve juntamente com a Polícia Militar, o Ibama, e outros parceiros, para coibir a pesca predatória neste período. A falta de conscientização tem sido o por inimigo do trabalho dos órgãos fiscalizadores. As fiscalizações são constantes e o trabalho continua até o final do período proibitivo”, explica.

Leia Também:  Anatel barra teste da Starlink que levaria internet para ONG no Brasil

Defeso da piracema

 O período de defeso da piracema nos rios de Mato Grosso começou no dia 1° de outubro e vai até 31 de janeiro de 2022. Neste período, é proibida a pesca, exceto para subsistência, e retirada de peixes para pesquisa. A pesca segue proibida nos Rios de divisa até 28 de fevereiro.

Durante os primeiros 45 dias do período de defeso da piracema em Mato Grosso foram apreendidos 416 quilos de pescado, e aplicadas mais de R$ 45 mil em multas por pesca ilegal, além da apreensão de petrechos.

As multas e apreensões são resultado da fiscalização integrada entre a Sema e órgãos da Segurança Pública “Operação Sinergia Piracema”, que intensificou o patrulhamento das principais bacias hidrográficas do estado. O objetivo é garantir a proteção dos rios para permitir a reprodução dos peixes e a preservação dos estoques pesqueiros.

A operação integra a Sema-MT e órgãos da Segurança Pública do estado,  como a Polícia Militar (PM), por meio do Batalhão de Proteção Ambiental, Delegacia Especializada de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros Militar, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e o Juizado Volante Ambiental (Juvam).

Leia Também:  Polícia Militar apreende 40 kg de cocaína e prende dupla por tráfico de drogas no interior

Denúncias

Crimes ambientais devem ser denunciados por meio da Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-065-3838, pelo WhatsApp (65) 99321-9997, nas unidades regionais do órgão ambiental, ou ainda, pelo aplicativo MT Cidadão.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Ação integrada apreende carga de pasta base avaliada em R$ 14,3 milhões

Publicados

em


Mais de 608 quilos de pasta base e cloridrato de cocaína, avaliados em mais de R$14,3 milhões, foram apreendidos na BR-174 na manhã desta quinta-feira (27.01), em Porto Esperidião (322 km de Cuiabá). A ação foi um trabalho integrada do Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) e Força Tática do 6º Comando Regional da Polícia Militar e a Polícia Federal.  Em menos de um mês o Gefron soma a apreensão de mais de uma tonelada de drogas em 2022.  

A apreensão ocorreu por volta de 7h da manhã, quando os veículos seguiram pela BR-174 deixando a cidade de Pontes e Lacerda sentido à Porto Esperidião. Durante a aproximação os policiais identificaram que se tratavam de dois veículos, sendo que um Hyundai Elantra que atuava como batedor e uma caminhonete VW Amarok, que transportava a droga.

Após abordagem os veículos, os policiais encontraram diversas malas carregadas com tabletes de entorpecente na cabine e na carroceria do veículo. Ao todo, foram 120 quilos de pasta base de cocaína, avaliados em mais de R$ 2,1 milhões e 488 quilos de cloridrato de cocaína e pode ser comercializada por mais de R$ 12,2 milhões.

Leia Também:  Gefron e Força Tática apreendem 26 tabletes de pasta base de cocaína escondidos em portas de veículo

Os dois homens que conduziam os veículos foram presos em flagrante durante a ação e podem responder por tráfico internacional de drogas. Um dos presos já tinha passagem por evasão de divisa, tentando atravessar a fronteira com dinheiro não declarado. Os suspeitos, os veículos e a droga foram encaminhados a Polícia Federal de Cáceres (220 km de Cuiabá).  

Com mais esta apreensão, o Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron), já aprendeu mais de 995 quilos do entorpecente em ações conjunta com a Polícia Federal. Sendo que outros 272 quilos foram apreendidos em uma Toyota Hillux durante ação no município de Campo de Júlio (566 km de Cuiabá). Na ocasião, quatro homens foram presos fazendo o transporte da droga.

Além disso, os operadores de fronteira apreenderam outros 115 quilos de cloridrato e pasta base de cocaína em três ocorrências diferentes com o apoio da Polícia Militar. Sendo 16 quilos de cloridrato de cocaína em Pontes e Lacerda e 99 quilos de pasta base em Cáceres.  Ambos os municípios estão na faixa de fronteira com a Bolívia.

Leia Também:  PM lamenta o falecimento do sargento Raullison Ferreira em Barra do Garças
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA