CUIABÁ

Siga nossas redes

MATO GROSSO

Governo de MT repassa R$ 2,2 milhões para municípios realizarem 13,2 mil procedimentos eletivos

Publicado em

MATO GROSSO


O Governo de Mato Grosso, por meio do programa Mais MT Cirurgias, repassou R$ 2,2 milhões aos municípios de Primavera do Leste, Campo Verde e Poxoréu para realização de 13.230 procedimentos eletivos. O secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, participou, nesta sexta-feira (14,01), da cerimônia de lançamento do programa nas respectivas cidades. 

“Nosso objetivo é reduzir drasticamente a fila de espera por cirurgia eletiva em Mato Grosso. O repasse vai possibilitar a realização de um número considerável de procedimentos. Com os municípios e os consórcios intermunicipais de saúde atuando fortemente por meio do programa, e também os hospitais regionais juntos nessa força tarefa, nós conseguiremos alcançar nossa meta”, afirmou o secretário.

Conforme o setor de Regulação, Controle e Avaliação da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), o valor pago aos municípios representa cerca 30% de um total de R$ 7,2 milhões que devem ser repassados de acordo com a produção de cada cidade.

Para o prefeito de Primavera do Leste, Leonardo Bortolin, a pandemia da Covid-19 acarretou no aumento da fila de espera por procedimentos eletivos, entretanto, devido ao programa estadual, o município vai conseguir atender cerca de 10 mil pacientes da cidade.

“Minha gratidão ao governador Mauro Mendes, ao secretário Gilberto e à toda nossa equipe de saúde municipal, que tem trabalhado muito para iniciar esses atendimentos. Gilberto está redesenhado a história do SUS em Mato Grosso. Eu, como prefeito, nunca consegui falar com os quatro secretários de Saúde das gestões anteriores. Nesta gestão, tive a oportunidade de ligar, ser atendido e ainda receber uma proposta de, junto ao Estado, zerar a fila das pessoas que estão sofrendo no aguardo por cirurgias”, conta Leonardo. 

De acordo com as propostas apresentadas à SES e aprovadas em Comissão de Intergestores Bipartite (CIB), o município de Primavera do Leste realizará 10.228 procedimentos eletivos que totalizam em R$ 5,3 milhões, sendo que a Secretaria já repassou, via Fundo Municipal de Saúde, o montante de R$ 1,6 milhão ao município. Os atendimentos no município iniciaram nesta sexta-feira (14). Campo Verde também iniciou os atendimentos na mesma data. A cidade recebeu, via Secretaria Municipal de Saúde, o valor de R$ 571 mil para realização de 2.773 procedimentos, sendo o total da proposta R$ 1,9 milhão.

Leia Também:  Governo publica edital para construção do Hospital Regional do Araguaia

“Quero parabenizar a gestão estadual que têm demonstrado uma grande sensibilidade ao entender que na ponta tem município angustiado com a espera de pacientes pelos atendimentos eletivos, mas agora graças a Deus iremos iniciar os atendimentos para esvaziar essa fila e dar alívio a esses pacientes”, celebra o prefeito de Campo Verde, Alexandre Lopes. 

Poxoréu, por meio da Sociedade Hospitalar São João Batista, realizará 229 procedimentos, com orçamento total de R$ 255 mil; a unidade já recebeu 30% do valor, ou seja, R$ 76 mil. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde da cidade, Catia Lina, as pacientes que já têm exame de risco cirúrgico e laudo médico farão cirurgia de laqueadura na próxima terça-feira (18.01). 

“Os pacientes que não têm, nós vamos providenciar o exame de risco cirúrgico. As cirurgias de catarata e varizes serão realizadas pelo Hospital São João Batista em parceria com o município de Itiquira”, explica a gestora.

A secretária adjunta de Regulação, Controle e Avaliação da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), Fabiana Bardi, reforçou junto aos municípios sobre a importância de adotar as medidas de prevenção previstas no Plano de Retomada de Cirurgias Eletivas durante a Pandemia pela Covid-19. “Conforme já orientamos os municípios, é imprescindível reforçar os cuidados para prevenir a Covid-19, pois precisamos garantir a segurança do paciente e dos profissionais da saúde”, ressalta Fabiana. 

Leia Também:  Escolas estaduais montam programação especial em alusão ao Dia da Consciência Negra

Também particiou do lançamento do Programa Estasdual nos municípios a secretária Execultiva da SES, Kelluby de Oliveira.

Propostas aprovadas

Até o momento, a SES já pagou R$ 14 milhões referentes à antecipação de 30% aos 31 municípios que tiveram as propostas homologadas em CIB. Ao todo, 35 propostas já foram aprovadas em CIB e estão em trâmite de documentação, totalizando R$ 56,3 milhões em cirurgias eletivas das propostas apresentadas por municípios ou consórcios intermunicipais de saúde.

O programa Mais MT Cirurgias, lançado em julho de 2021 pelo Governo de Mato Grosso, tem o objetivo de reduzir drasticamente a fila por procedimentos eletivos no Estado e prevê a realização de cerca de 138 mil cirurgias, com um investimento disponível de aproximadamente R$ 105 milhões.

Retorno dos atendimentos eletivas

Os atendimentos eletivos no Estado estavam paralisados desde março de 2020 em decorrência da pandemia pela Covid-19 e foram retomados em julho de 2021 pelo programa Mais MT Cirurgias. De julho a novembro de 2021, o Governo de Mato Grosso, por meio dos Hospitais Regionais geridos pela SES-MT, realizou um total de 77.856 atendimentos eletivos, entre consultas, cirurgias, procedimentos ambulatoriais e serviços de diagnósticos.

O Programa

O aporte financeiro será destinado ao pagamento dos estabelecimentos de saúde, seja público ou privado, que se adequem às regras estabelecidas pela SES. Entre os requisitos para o incentivo, está o credenciamento do estabelecimento junto ao Sistema Único de Saúde (SUS), a especificação do quantitativo de procedimentos eletivos a serem atendidos e o serviço a ser executado deve ser complementar às pactuações já existentes na unidade. O repasse do valor será realizado pós-produção. A ação terá como base a tabela do SUS e os incentivos serão de acordo com a complexidade de cada procedimento.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Ação integrada apreende carga de pasta base avaliada em R$ 14,3 milhões

Publicados

em


Mais de 608 quilos de pasta base e cloridrato de cocaína, avaliados em mais de R$14,3 milhões, foram apreendidos na BR-174 na manhã desta quinta-feira (27.01), em Porto Esperidião (322 km de Cuiabá). A ação foi um trabalho integrada do Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) e Força Tática do 6º Comando Regional da Polícia Militar e a Polícia Federal.  Em menos de um mês o Gefron soma a apreensão de mais de uma tonelada de drogas em 2022.  

A apreensão ocorreu por volta de 7h da manhã, quando os veículos seguiram pela BR-174 deixando a cidade de Pontes e Lacerda sentido à Porto Esperidião. Durante a aproximação os policiais identificaram que se tratavam de dois veículos, sendo que um Hyundai Elantra que atuava como batedor e uma caminhonete VW Amarok, que transportava a droga.

Após abordagem os veículos, os policiais encontraram diversas malas carregadas com tabletes de entorpecente na cabine e na carroceria do veículo. Ao todo, foram 120 quilos de pasta base de cocaína, avaliados em mais de R$ 2,1 milhões e 488 quilos de cloridrato de cocaína e pode ser comercializada por mais de R$ 12,2 milhões.

Leia Também:  Governo promete Auxílio Brasil de R$ 400 permanente, mas Economia não garante

Os dois homens que conduziam os veículos foram presos em flagrante durante a ação e podem responder por tráfico internacional de drogas. Um dos presos já tinha passagem por evasão de divisa, tentando atravessar a fronteira com dinheiro não declarado. Os suspeitos, os veículos e a droga foram encaminhados a Polícia Federal de Cáceres (220 km de Cuiabá).  

Com mais esta apreensão, o Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron), já aprendeu mais de 995 quilos do entorpecente em ações conjunta com a Polícia Federal. Sendo que outros 272 quilos foram apreendidos em uma Toyota Hillux durante ação no município de Campo de Júlio (566 km de Cuiabá). Na ocasião, quatro homens foram presos fazendo o transporte da droga.

Além disso, os operadores de fronteira apreenderam outros 115 quilos de cloridrato e pasta base de cocaína em três ocorrências diferentes com o apoio da Polícia Militar. Sendo 16 quilos de cloridrato de cocaína em Pontes e Lacerda e 99 quilos de pasta base em Cáceres.  Ambos os municípios estão na faixa de fronteira com a Bolívia.

Leia Também:  Governo admite analisar proposta alternativa à PEC dos Precatórios no Senado
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA