Ninguém sabia: Mulher viveu 50 anos como homem, numa época em que não se falava em transgêneros
Em reunião com Carlos Bezerra, prefeito de Colíder consegue mais obras para cidade
Prefeito Maninho de Colíder é recebido por autoridades federais em Brasília
Hong Kong e Coreia do Sul começam vacinação contra covid-19 nessa sexta-feira; assista
Publicado em 23/02/2021
Jornalista cai de ponte em Rondonópolis, durante participação ao vivo na TV
Cotidiano
Jornalista cai de ponte em Rondonópolis, durante participação ao vivo na TV

Repórter de Rondonópolis (MT), Jandir Martins sofreu um acidente de trabalho enquanto fazia uma reportagem ao vivo para a TV Cidade, afiliada da RecordTV no Mato Grosso. Ele terá que ficar 60 dias numa cadeira de rodas. O caso aconteceu na semana passada. Martins fazia uma reportagem ao vivo para o programa "Cidade Agora" quando levou um tombo, caindo de uma ponte às margens de um córrego, numa altura de 4 metros. O profissional trincou os dois tornozelos. O acidente foi transmitido ao vivo pelo programa da emissora, uma espécie de "Cidade Alerta" regional, e causou muita repercussão entre os fãs do repórter.

Conhecido por viver aventuras arriscadas nas reportagens, Martins resolveu ficar pendurado na ponte e acabou caindo. O cinegrafista José Roberto Pires chamou ajuda ao ver o homem caído no chão. Ele entrou em contato com o Samu para socorrer o profissional de TV. Assim que socorristas e o Corpo de Bombeiros chegaram ao local, constataram que Jandir havia trincado os dois tornozelos e, por isso, o levaram rapidamente para o Hospital Regional de Rondonópolis, onde passou por uma cirurgia de urgência. No trajeto, o jornalista gravou um vídeo para acalmar os fãs e familiares.

"Eu estou aproveitando para avisar minha família, meu filho, que está tudo bem. Temos a possibilidade de fratura, mas a dor já melhorou bem, não está doendo tanto. Foram ministradas duas medicações nesse transporte aqui", disse . Mesmo não sendo considerado um acidente grave, o profissional teve de se afastar do trabalho por 60 dias, período em que ficará de cadeira de rodas até recuperar a força nos pés. Embora pequeno, ainda há o risco de que ele fique com alguma sequela após o acidente. Procurada, a TV Cidade informou, através de sua diretora de jornalismo, Renata Ramos, que o canal fez todos os procedimentos para acompanhar o caso e que é apenas uma situação regional: "A gente acompanhou tudo, desde o momento que ele ficou no hospital, até em casa e dando o suporte necessário para que ele possa voltar logo", diz ela em entrevista ao UOL. 'tv famosos'

Riva tem até dia 28 para pagar R$ 15 milhões; dinheiro de delação atenderá viaturas e hospital
Ninguém sabia: Mulher viveu 50 anos como homem, numa época em que não se falava em transgêneros
Integrantes do governo temem que fala de Bolsonaro tenha presidente do Banco do Brasil como alvo
SENAC disponibiliza uma grade de cursos profissionalizantes para o município de Colíder
Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira