Vazamento expõe 800 milhões de e-mails e senhas na internet
Ministro do STF vê confissão de culpa em pedido de Flávio Bolsonaro
Decreto prioriza Saúde, combustível, comida de policias e presos
Policial Militar é condenado a 24 anos de prisão por morte a pauladas de jovem de 16 anos
Publicado em 27/11/2018
Impacto de reajuste do Judiciário será de aproximadamente R$ 4 bilhões em 2019
Cálculos do ministro Esteves Colnago correspondem às previsões de valores divulgadas pelas consultorias de orçamento da Câmara e do Senado
Economia
Impacto de reajuste do Judiciário será de aproximadamente R$ 4 bilhões em 2019

Da redação 

O ministro do Planejamento, Esteves Pedro Colnago Júnior, disse que o impacto do reajuste a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) provocará um impacto de R$ 1.4 bilhão nas contas da União. O cálculo tem correspondência com o valor divulgado pelas consultorias de orçamento da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

O reajuste de 16,38% nos salários dos ministros do STF foi sancionado na segunda-feira (26/11) pelo presidente Michel Temer.

“A gente ainda está fazendo os cálculos, mas na União estaria girando em torno de R$ 1,4, R$ 1,6 bilhão. Desse total, R$ 1,1 bilhão seria do aumento do judiciário”, disse o ministro.

O aumento se traduz em um impacto de aproximadamente R$ 4 bilhões, só no ano que vem, sobre a União (R$ 1,4 bilhão) e os estados (R$ 2,6 bilhões). Os vencimentos dos ministros passarão de R$ 33,7 mil para 39,2 mil mensais.

As declarações do ministro foram feitas nesta terça-feira (27/11), quando o ministro chegou ao Centro Cultural Banco do Brasil para reunião com a equipe econômica do governo de transição.

Com: Metrópoles 

 

Ministro do STF vê confissão de culpa em pedido de Flávio Bolsonaro
Vídeo flagra acidente entre Hilux e duas carretas em rodovia de Mato Grosso; veja
Vendaval em Marcelândia na madrugada de hoje, destelha casas, derruba barracão e deixa mais de R$ 400 mil de prejuízos
A dieta perfeita para salvar o planeta e a saúde do ser humano
Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira