Mulher e ex-marido, são presos por homicído do marido dela
Veja vídeo: Sniper mata sequestrador e reféns são salvos sem ferimentos no RJ
Perdeu! Povo diz que está sendo assaltado em plena luz do dia no Lago dos Pioneiros em Colíder
"Fake Delivery" Polícia Civil investiga alvos envolvidos na aquisição irregular de materiais escolares indígenas
Publicado em 27/12/2018
Filho de ex-prefeito de Anápolis não será preso por falta de elementos
Filho de ex-prefeito de Anápolis foi filmado espancando advogada
Brasil
Filho de ex-prefeito de Anápolis não será preso por falta de elementos

Por TV Notícias com Anápolis 24 horas

Na tarde de quarta-feira (26), a delegada Ana Elisa Gomes da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), conversou com o Mais Goiás sobre o caso do piloto e filho do ex-prefeito de Anápolis Eurípedes Junqueira, Victor Junqueira, 24 anos, o qual foi filmado agredindo a namorada, a advogada L.S., 26 anos. O caso aconteceu na madrugada de sexta-feira (14).

Ana Elisa conta que Victor já foi ouvido pela Polícia, mas o caso está sendo tratado com discrição pelo fato dos constrangimento da vítima. “O inquérito foi concluído na sexta-feira e remetido ao poder judiciário na data de hoje. A vítima foi orientada sobre as medidas protetivas de urgência enquanto as investigações estão em andamento”.

No entanto, a delegada afirmou não existir elementos necessários para a prisão preventiva do agressor. “Ele não está prejudicando o trabalho dos investigadores ou praticando outros crimes contra a vítima. O fato não foi em flagrante, ele tem residência fixa e compareceu à delegacia acompanhado de um advogado, portanto não ocorrerá a prisão por hora”, explicou.

As agressões foram filmadas sem que o piloto soubesse

A delegada explica que “se Victor difamar ou desqualificar L.S. na internet ou perturbar o trabalho de investigação, por exemplo, ele pode ser preso”. De acordo com Ana Elisa, o mais importante antes de questionar o porquê de Victor não estar detido, é saber que a vítima foi à delegacia e todo atendimento foi feito de imediato. “As diligências foram feitas e agora o inquérito será concluído”, conclui.

O caso

No dia 14 de dezembro, L.S. gravou sem que o namorado soubesse, um vídeo onde Victor é flagrado espancando a advogada. As imagens foram gravadas no apartamento da vítima no Setor Marista, Goiânia. A ocorrência policial foi registrada no dia seguinte. L.S. relatou à Polícia, que namora o autor das agressões a três anos, e já havia sido agredida outras vezes.

O casal voltava de uma confraternização do trabalho da mulher no dia do ocorrido. Na gravação L.S. pede para Victor parar de bater: “Você vai me matar desse jeito”, exclama. À Polícia Civil, a vítima relatou ter sido agredida com socos, tapas, chutes e estrangulamento, além de xingamentos.

Confira o vídeo 

Mulher e ex-marido, são presos por homicído do marido dela
Há 30 anos, o Brasil se despedia de Raul Seixas: louco, visionário, roqueiro
"Fake Delivery" Polícia Civil investiga alvos envolvidos na aquisição irregular de materiais escolares indígenas
PRF apreende veículo que ligava faróis com interruptor de luz doméstico
Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira