Investimento em educação será 15% menor do que o do ano passado
BR 174 em Colniza continua sem manutenção e problemas aumentam (Veja Vídeo )
Etanol cai em 17 Estados e no DF, diz ANP; preço médio recua 0,51% no País
PF deflagra operação e cumpre mandados em Cáceres, Mirassol D’Oeste, Sinop, Tangará da Serra, Nova Xavantina e São Paulo
Publicado em 07/02/2019
Fazendeiro mata homem na propriedade dele, procura a polícia para denunciar invasão e é preso
Fazenda tem histórico de invasões e ataques desde 2011
Policia
Fazendeiro mata homem na propriedade dele, procura a polícia para denunciar invasão e é preso

 

Um fazendeiro foi preso suspeito de ter matado um homem que teria invadido a propriedade dele, na zona rural de Porto Esperidião. A área fica na fronteira com a Bolívia e tem histórico de invasões e confrontos desde 2011.

Segundo o Grupo Especial de Fronteira (Gefron), o fazendeiro, Geraldo Pilati Alba, de 57 anos, procurou os policiais e se entregou. Ele confessou que atirou e matou um homem identificado como Adailton Correa Junho, de 45 anos.

O fazendeiro estava acompanhado da filha dele, de 35 anos. Eles afirmaram que o suspeito invadiu a propriedade deles e ocorreu um tiroteio.

Ele disse à Polícia Civil que matou a vítima porque acreditava que o suspeito estava envolvido no último ataque na fazenda.

A filha do fazendeiro foi baleada na perna e no braço. Já Geraldo estava ferido na cabeça.

Feridos, pai e filha relataram que conseguiram sair do local, ir até uma estrada e pediram carona até a base da polícia.

Os dois receberam atendimento médico em um posto de saúde. O fazendeiro entregou à polícia uma arma supostamente usada na situação.

Adailton foi socorrido de ambulância para o Hospital Regional de Cáceres, a 220 km de Cuiabá, onde morreu. Geraldo recebeu atendimento médico em Porto Esperidião e foi liberado. A filha dele ficou internada em observação na unidade.

De acordo com a Polícia Civil, o fazendeiro sofria ataques na propriedade há vários anos. O fazendeiro está preso na 1ª Delegacia da Polícia Civil de Cáceres.

Fonte: Portal de Sorriso 

"Padre Sertanejo" cobra taxas de idosos para assistirem a programa na RedeTv
Etanol cai em 17 Estados e no DF, diz ANP; preço médio recua 0,51% no País
Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira