CUIABÁ

Siga nossas redes

ECONOMIA

Locaweb: controlador e conselho compram ações e diretoria vende

Publicado em

ECONOMIA


source
Locaweb (LWSA3): controlador e conselho compram ações e diretoria vende
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Locaweb (LWSA3): controlador e conselho compram ações e diretoria vende

Qual é a maior prova de confiança que um controlador pode dar em sua companhia? Comprar ações à preço de mercado, mostrando plena confiança em aumentar a posição e que aqueles papéis vão se valorizar. É o que fez o controlador da Locaweb (LWSA3), que comprou 287.000 ações entre os dias 20 e 24 de janeiro, ao total de R$ 2,37 milhões.

O conselho de administração também fez aquisições: 86.000 ações, ao total de R$ 1,15 milhão. Também foram exercidos o direito a 300.000 ações, com valor bastante abaixo do valor de mercado, totalizando R$ 1,29 milhão. Todas as operações aconteceram entre os dias 6 e 18 do mês de janeiro.

Já a diretoria se desfez de 72.000 ações LWSA3 entre os dias 10 e 31 – com as vendas ficando mais consistentes no final do mês. Mesmo com as vendas, membros da diretoria também fizeram exercício de opções de ações e levaram 131.600 ações em preços bastante abaixo do valor do mercado, R$ 260,8 mil. 125 mil ações chegaram a ser adquiridas por R$ 1,75 neste exercício de opções, dia 6 – não se sabe se há alguma regra que impedisse a venda dessas ações nos dias seguintes e nem as necessidades de liquidez dos membros da diretoria.

Leia Também:  Governo estimula consumo e isola ainda mais o BC no combate à inflação, segundo economistas

Leia Também

Essas informações são públicas e enviadas à CVM – a aquisição e venda de ações por parte de controladores, membros do conselho e diretores é uma forma de avaliar a forma que as próprias pessoas envolvidas no negócio acreditam ou não no desempenho desses papéis no futuro próximo. Quanto mais forte a compra, mais forte a sinalização.

Vendas, algumas vezes, podem ser explicadas por necessidades de liquidez de certas pessoas envolvidas. A Tesla, por exemplo, viu seu controlador, Elon Musk, vender uma parte de suas ações à mercado para pagar impostos – a alternativa que ele teria seria tomar um empréstimo usando as ações como garantia, e o mercado americano (onde as taxas de juros são baixas), interpretou que a decisão de vender indicava que ele não acreditava em um desempenho das ações maior do que a taxa de juros do empréstimo que ele poderia tomar.

Leia Também

Entre no grupo especial de WhatsApp do 1Bilhão, para te ajudar a tratar cada vez melhor o seu dinheiro! Lá você vai receber todos os nossos conteúdos – matérias, relatórios, e-books, testes, ferramentas, guias! É só clicar aqui .

Leia Também:  Iggy Azalea vende mansão por R$ 33 milhões depois de brigar com vizinhas

O post Locaweb (LWSA3): controlador e conselho compram ações e diretoria vende apareceu primeiro em 1 Bilhão Educação Financeira .

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Dólar cai para R$ 5,16 ainda sob reflexo do Copom

Publicados

em

A perspectiva de que o Banco Central (BC) encerre a alta de juros no fim de setembro fez o dólar descolar-se do cenário internacional e cair fortemente nesta sexta-feira (5). A bolsa de valores foi beneficiada pela alta das commodities (bens primários com cotação internacional) e subiu pelo quarto dia seguido.

O dólar comercial encerrou esta sexta vendido a R$ 5,167, com recuo de R$ 0,054 (-1,03%). A cotação iniciou o dia em alta, chegando a R$ 5,27 por volta das 10h, mas a entrada de fluxos externos durante a tarde fez a moeda inverter o movimento e passar a cair.

Com o desempenho de hoje, o dólar fechou a semana praticamente estável, com queda de 0,07%. Na Em 2022, a divisa acumula queda de 7,26%. O euro comercial encerrou em R$ 5,26, com queda de 1,66% no dia e de 0,53% na semana.

Após a euforia dos últimos dias, o mercado de ações teve um dia mais moderado nesta sexta. O índice Ibovespa fechou aos 106.472 pontos, com alta de 0,55% e no maior nível desde 9 de junho. A bolsa brasileira foi beneficiada pela alta das commodities, que beneficiou ações de petroleiras e mineradoras, e pela divulgação de balanços de empresas que tiveram lucro maior que o esperado.

Leia Também:  EnterCapital Turing: sem humanos na decisão, rendeu o dobro do CDI

A queda do dólar e alta da bolsa ocorreu apesar do cenário externo desfavorável. A divulgação de que a economia norte-americana gerou mais empregos que o esperado em julho adicionou pressões para que o Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano) aumente os juros além do esperado.

Normalmente, a expectativa de juros altos em economias avançadas prejudica países emergentes. No entanto, o mercado financeiro brasileiro ainda está sob reflexo da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). Na última quarta-feira (3), o órgão elevou a taxa Selic (juros básicos da economia) para 13,75% ao ano e indicou que pretende encerrar o ciclo de alta no próximo encontro, quando subirá a taxa para 14% ao ano.

Como os juros brasileiros continuam atrativos para os investidores internacionais, isso estimulou a entrada de dólares no país durante a tarde, empurrando a cotação para baixo. Na bolsa de valores, a expectativa de que os juros parem de subir favorece a compra de ações por investidores que preferem aplicar em ativos de maior risco.

Leia Também:  Petrobras atrasa venda de refinarias em meio a trocas de presidente

“EBC”

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA