Atletas de Colíder participam da 5ª Etapa Estadual de Jiu-Jitsu patrocinados pelo Grupo Boa Carne e conseguem bons resultados
Mais de mil crianças carentes participam hoje do "7º Natal Legal "
Após publicação de matéria do TV Notícias, polícia prende suspeito de ser o "Maníaco Mordedor" em Colíder
Pelo menos 278 são detidos para impedir violência nos protestos de Paris
Publicado em 03/12/2018
DEMA deflagra 3ª fase da operação Polygonum em Colíder, Sinop, Cuiabá, Várzea Grande, Barão de Melgaço e Nossa Senhora do Livramento
Geral
DEMA deflagra 3ª fase da operação Polygonum em Colíder, Sinop, Cuiabá, Várzea Grande, Barão de Melgaço e Nossa Senhora do Livramento

 

Delegacia do Meio Ambiente cumpre mandados em 6 escritórios de engenharia florestal e de administração de fazendas e 9 residências 

Da redação  

Polícia Judiciária Civil deflagrou na manhã desta segunda-feira (03.12), a 3ª fase da operação Polygonum para o cumprimento de 28 ordens judiciais (10 mandados de prisão, 15 de busca e apreensão e 3 sequestro de bens(veículos) inseridas na investigação defraudes ambientais conduzida pela Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), Promotoria de Justiça do Meio o Ambiente e o Núcleo de Ações Competência Originária (NACO) do Ministério Público Estadual. A investigação corre em sigilo de Justiça.

A operação é originária de investigação da Delegacia do Meio Ambiente em conjunto com o Ministério Público, decorrente de esquema detectado no sistema de regularização e monitoramento de propriedades rurais e instrumentalizados no Cadastro Ambiental Rural (CAR).

As ordens judiciais foram expedidas pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso para o cumprimento em 6 escritórios de engenharia florestal e de administração de fazendas e 9 residências, nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Barão de Melgaço, Nossa Senhora do Livramento, Sinop e Colíder.

São cumpridos também três ordens de sequestro de bens (veículos), que teriam sido objeto de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Participam da operação 12 delegados, 40 investigadores, 8 escrivães, 3 promotores de justiça. Peritos da Politec e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) também atuam em apoio a operação.

O nome da operação, Polygonum, faz referências a medidas geométricas de áreas, referenciadas em dados de propriedades, terrenos e cálculos de desmatamento.

(Com informações da PJC) e

Caldeirão Político 

 

Polícia Federal prende servidores públicos por venda de dados sigilosos do INSS
Veja vídeo - A prefeitura de Colíder e as PPP's
PPPs são bombas-relógio sobre o caixa público
Identificado atirador que matou quatro e feriu mais três pessoas na catedral Metropolitana em Campinas
Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira