Dois ex-políticos firmam TAC com MPE para devolver mais de R$ 30 mil à prefeitura de Nova Canaã do Norte por contratação de funcionário fantasma
Ao menos 400 crianças venezuelanas chegaram ao Brasil sozinhas
'Jamais aceitem ganhar menos que os homens', diz diretora do FMI a mulheres
Nossa luta contra Bolsonaro é a mesma que fizemos contra Lula e Dilma, diz cacique Raoni
Publicado em 12/03/2019
Custo operacional da pecuária em Mato Grosso aumenta
A equipe de Custos de Produção do IMEA – Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária- fez levantamento dos custos que os pecuaristas estão tendo para manter as pastagens
Agronegócios
Custo operacional da pecuária em Mato Grosso aumenta

Atualmente, no período chuvoso no Estado, a maioria do rebanho mato-grossense se encontra a pasto. Um dos investimentos para manejar o animal de forma adequada é a manutenção da pastagem. Para isso, o uso de herbicidas se faz necessário e, nesse sentido, saber qual é a época de menor preço deste insumo é valioso.

Os dados apurados pelo instituto – média dos últimos 3 anos- apontam que o preço do litro de herbicida é menor na época da seca, principalmente em junho, chegando a ser 13,19% inferior do que os maiores preços registrados no 1º trimestre do ano.

“Essa situação pode estar atrelada à menor demanda no período, uma vez que a aplicação do produto se faz no início das chuvas. Sabendo deste comportamento, o pecuarista pode se preparar para adquirir uma quantidade de produto em uma época mais em conta, reduzir uma parcela do seu desembolso e proporcionar condições favoráveis para a sua produção”, analisa o IMEA.

Para o pecuarista, é extremamente importante o acompanhamento da evolução dos seus custos de produção. Nesta semana, foi analisado o modal de recria-engorda uma vez que o momento é de aquisição de animais, uma das variáveis mais importantes para o sistema. Em comparação a 2017, a média do custo operacional de 2018 obteve um acréscimo de 6,44%.

É notório que a aquisição de animais contribuiu para esse resultado, pois representou 55,50% do CO, valor 1,80 pontos percentuais maior no período. Esse cenário foi ocasionado pelo aumento do preço do bezerro em 2018, que fechou na média em R$ 1.075,07, valor 9,18% superior ante a 2017.

Apesar de observar que outras variáveis também aumentaram, como a suplementação vale enfatizar a aquisição de animais, dado que em 2019 já se vê uma tendência de alta no preço do bezerro, muito alinhado com o aumento do abate de fêmeas, demonstrado aqui na semana passada, conclui o IMEA, em seu boletim semanal da pecuária.

Fonte  Portal Agronegócio


Sogro que matou genro após receber mensagem da filha se apresenta à delegacia e é liberado após depoimento
Nove motoristas presos e 34 veículos apreendidos após show de Eduardo Costa em VG
Prefeito de Colíder já embolsou mais de R$ 66 mil com diárias em 2019
'Jamais aceitem ganhar menos que os homens', diz diretora do FMI a mulheres
Notícias com enfoque no Estado de Mato Grosso
Todos os direitos reservados ao Grupo Joel Teixeira