CUIABÁ

Siga nossas redes

CIDADES

Portaria estabelece incentivo financeiro para a Atenção Primária à Saúde

Publicado em

CIDADES


A Associação Mato-grossense dos Municípios – AMM está informando os prefeitos sobre a  publicação  da  Portaria  GM/MS  26/2022, do  Ministério  da  Saúde,  que  determina  os  valores   anual  e mensal  do  Incentivo  Financeiro  Federal  à Atenção  Primaria  à Saúde  (APS)  para  2022. A definição se baseou  no  critério populacional de que trata o art. 9º da Portaria de Consolidação GM/MS nº 6, de 28 de setembro de 2017.

Em comunicado aos gestores, a AMM explica que será repassado  o  valor  per  capita  anual  de  R$  5,95,  por  habitante,  o  que  representa  R$  0,49  por  habitante  ao  mês,  em  que  o valor integral a ser auferido por cada município será de acordo com  sua  população  estimada  pelo  último  levantamento  do  IBGE  em  2021.

A transferência do incentivo ocorrerá  do  Fundo Nacional de Saúde aos  Fundos  Municipais  de  Saúde  de  forma  automática  no  “Bloco de Manutenção das Ações e Serviços Públicos de Saúde”.

O  montante  dos  recursos  federais  do  incentivo por  critério  populacional  destinado  ao  custeio  das  ações primárias  de  saúde  dos  mais  de  213  milhões  de  brasileiros  será de R$ 1,2 bilhão ao longo do ano, sendo R$ 21.225.042,84 para o estado de Mato Grosso.

 

Confira comunicado da AMM  

Fonte: AMM

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mato Grosso registra 550.867 casos e 13.977 óbitos por Covid-19
Propaganda

CIDADES

Municípios recebem terceira parcela do FPM e encerram o mês com acréscimo de 24% no repasse

Publicados

em


As três parcelas do Fundo de Participação dos Municípios – FPM de janeiro totalizam R$ 243.778.821,79 que representam acréscimo de 24,42 % se comparado com o mesmo período do ano passado, quando os municípios receberam R$ 195.937.445,43. O terceiro repasse do Fundo às prefeituras este mês será efetuado nesta sexta-feira (28) e soma R$ 87.262.525,75. O levantamento foi feito pela equipe técnica da Associação Mato-grossense dos Municípios – AMM que semanalmente acompanha a arrecadação das prefeituras. 

Em âmbito nacional, o terceiro decêndio deste mês será  de R$ 3.788.816.577,55 para os municípios brasileiros, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O presidente da AMM, Neurilan Fraga, disse que o FPM é muito importante para compor a receita municipal e que o acréscimo é positivo, considerando a grande quantidade de compromissos que as prefeituras possuem. “As transferências constitucionais são imprescindíveis para que os municípios atendam as incontáveis demandas locais. Mas embora tenha havido aumento no repasse do FPM neste mês de janeiro, é importante que os prefeitos façam um bom planejamento para a aplicação dos recursos, pois ainda vivemos em um cenário de incertezas na economia que podem se refletir na arrecadação ao longo do ano”, frisou.

O FPM é composto de 22,5% da arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).  Além do repasse habitual, realizado nos dias 10, 20 e 30 de cada mês, os municípios também recebem parcelas extras de 1% do Fundo, anualmente, nos meses de julho e dezembro. Ano passado foi aprovado no Congresso Nacional o adicional de 1% do FPM no mês de setembro. O recurso será transferido, inicialmente, de maneira gradual, começando com 0,25% em 2022 até alcançar o total de 1% em 2025.

Assim como a maioria das receitas de transferências constitucionais, o FPM não apresenta distribuição uniforme ao longo do ano. Além disso, do total repassado aos municípios brasileiros, as grandes cidades ficam com a maior parte dos recursos.

Fonte: AMM

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  TSE estabelece retomada gradual dos serviços presenciais a partir de 1º de fevereiro
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA