CUIABÁ

Siga nossas redes

CARROS E MOTOS

Mini lança série especial Anniversary Edition limitada a 740 unidades

Publicado em

CARROS E MOTOS


source


Mini Cooper Anniversary Edition: entre os itens exclusivos está o número 74 que vai nas portas laterais e no capô
Divulgação

Mini Cooper Anniversary Edition: entre os itens exclusivos está o número 74 que vai nas portas laterais e no capô

Em comemoração aos 60 anos da parceria entre a Mini e a família Cooper , a empresa está lançando a série especial Anniversary Edition limitada a a 740 unidades, sendo que 15 estão reservadas para o Brasil.

O Mini Cooper Anniversary Edition é uma homenagem a John Cooper (falecido em 2000), reconhecido construtor que identificou grande potencial no hatch na arte da customização mecânica dando origem ao conceito Go-Kart-Feeling .

Nascido há 98 anos, o lendário engenheiro e projetista britânico John Cooper representou e representa em memória não apenas grandes sucessos na Fórmula 1 , mas também o tradicional espírito esportivo da marca inglesa.

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

Leia Também:  Vinícola Villa Santa Maria será o ponto de parada do Raid Campos do Jordão

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

Mini Cooper Anniversary Edition. Foto: Divulgação

O Mini Anniversary Edition usa motor biturbo 2.0, de quatro cilindros, que rende 231 cv, acoplado ao câmbio automático de 8 marchas . De acordo com a marca, britânica, o esportivo acelera de 0 a 100km/h em apenas 6,1 segundos.

Leia Também

Por fora, a diferença fica por conta da pintura verde Rebel metálico, tendo como alternativa, a variante metálica Preto Midnight. Em qualquer cor, o teto, a capa dos retrovisores externos e maçanetas e contornos dos faróis dianteiros e traseiros pintados em branco. As rodas de liga leve são em 18 polegadas e contam com d esign exclusivo Circuit Spoke, de dois tons.

Outra característica do modelo são as listras brancas no capô e uma linha vermelha, um número 74 no capô e nas portas dos veículos da edição, uma alusão ao início de uma carreira esportiva, já que o clássico Mini Cooper já usava o número inicial 74 na pista, quando ganhou sua primeira vitória.

Leia Também:  Vila Nova vence e o Londrina e garante permanência na série B

Internamente, bancos em couro/Alcântara Preto Carbono, pedais de aço inoxidável e acabamentos interiores em Piano Black de alto brilho são algumas das diferenças da série especial.

O Mini Cooper Anniversary Edition está disponível por R$ 299.990.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Com Brasil na mira, Chevrolet Silverado chega à linha 2022 com novidades

Publicados

em


source


Silverado 2022: nova geração da picape terá apenas os modelos da Ram entre as principais rivais quando chegar ao Brasil
Divulgação

Silverado 2022: nova geração da picape terá apenas os modelos da Ram entre as principais rivais quando chegar ao Brasil

A GM pretende lançar mais uma picape ao mercado nacional, além da S10 Z71, que acaba de chegar e da nova Montana, que já está em fase de testes e deve fazer parte da linha 2023.

Com a intenção de voltar ao segmento de picapes grandes no Brasil, a GM deverá trazer a nova geração da Silverado , cuja linha 2022 é apresentada nos dos EUA com mudanças na sua linha de motores.

A começar pela versão Custom Trail Boss que vem de fábrica com o quatro cilindros, turbo de 2,7 litros de 310 cv de potência que foi atualizado passando a oferecer 58,1 kgfm de torque, um aumento de 12,71 kgfm em relação à linha 2021.

O único motor opcional até então era é o EcoTec V8 de 6,2 litros com 420 cv e 63,6 de torque, mas a empresa vai incluir no pacote de opcionais o motor Duramax, de seis cilindros em linha de 3,0 litros de 277 cv e 63,6 kgfm. Além dessas mudanças,  LT Trail Boss  passa estar disponível com um V8 de 6,2 litros ou o Duramax a diesel.

Foto: Divulgação

Leia Também:  Journey é um trailer sob medida para quem pode pagar R$ 780 mil

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O picape Chevrolet Silverado era para vir importada da Argentina,  mas teve sua estreia adiada por tempo indeterminado no país vizinho, medida que foi tomada para priorizar de veículos de maior apelo na região, além de restrições fiscais do governo argentino e o desabastecimento de microchips semicondutores no mercado global que impactaram diretamente no seu lançamento.

Leia Também

No  Brasil, a picape deve voltar ao mercado em 2022 e virá equipada com o mesmo motor V8 do Camaro, no caso o V8 6.2 litros de 420 cv de potência e 63,6 kgfm de torque e que deve roubar da Ram 1500 o título de picape mais potente do Brasil que tem 400 cv.

Além dessa configuração, é esperado também um 3.0 turbodiesel, de seis cilindros em linha, da família Duramax , com 277 cv e 63,6 kgfm. Nas duas motorizações, a opção de câmbio deverá ser o automático, de 10 machas e tração 4×4.

Leia Também:  Ludmilla será atriz de série original da Globoplay

O início da Silverado no Brasil

Chevrolet Silverado feita no Brasil entre 1997 e 2001 chegou a concorrer com a Ford F250 e deve voltar ao país 20 anos depois
Divulgação

Chevrolet Silverado feita no Brasil entre 1997 e 2001 chegou a concorrer com a Ford F250 e deve voltar ao país 20 anos depois

No Brasil, a picape foi lançada no Brasil em 1997, importada da Argentina, para substituir a D20 . Vinha equipada com motores 4.1 MPFI a gasolina de 138 cv e 30,7 kgfm de torque, MWM Sprint Turbo 6.07T, ou 4.2 litros de seis cilindros com 168 cavalos e 43,3 kgfm de torque.

Uma terceira opção ficava por conta do Maxion S4, com quatro cilindros 4.1 aspirado a diesel de 90 cv, voltado para o mercado de entrada e de veículos comerciais.

Em 1999, chegou a série especial Conquest e no ano seguinte passa a ser fabricada no Brasil e, com isso, aposentava os motores 4.1 e Maxion S4 , mas o MWM Turbo de seis cilindros passava a contar com 150 cv. Ainda no mesmo ano, a nomenclatura passava a Silverado D20 .

Em 2001, a série Rodeio é lançada e não demoraria para a marca parar a produção de picapes e utilitários esportivos grandes e caminhões no Brasil e assim ficando sem sucessora.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA