CUIABÁ

Siga nossas redes

DATENA

Datena é condenado a indenizar policial por chamá-lo de “desequilibrado”

Publicado em

BRASIL

José Luiz Datena, apresentador da Band, foi condenado a indenizar o policial militar Leonardo Oliveira Neves por danos morais. A ação teve início em agosto de 2020, quando, ao noticiar um acidente no Centro de São Paulo, o  comunicador – que já deu broncas ao vivo – chamou a autoridade de “desequilibrado” e o acusou de agredir um cinegrafista da emissora. 

Segundo informações obtidas por Rogério Gentile, o policial alegou que teve de falar energicamente com o profissional da Band, pois o mesmo insistia em permanecer na chamada “zona quente”, local onde o veículo estava tombado com possibilidade de explodir. À época, ao ver o “chega pra lá” do policial, Datena afirmou. “Isso para mim é agressão. Esse cidadão aí empurrou o nosso cinegrafista! Isso aí é uma atitude incompatível com a Polícia Militar”.

Com a repercussão das falas do apresentador, Leonardo recorreu à Justiça. À mesma, ele revelou que a resposta enérgica foi apenas para assegurar a segurança do profissional. Em vias públicas, o oficial declarou que as acusações de Datena lhe renderam uma investigação disciplinar dentro da corporação, que concluiu que não houve conduta irregular.

Com isso, Datena foi condenado. A Bandeirantes, que também foi condenada no processo, queria que a Justiça realizasse uma perícia a fim de verificar se o policial empurrou ou não o cinegrafista. “O movimento do braço do policial evidencia que houve um toque entre o policial e o cinegrafista, o que é absolutamente inadequado, tendo em vista que o cinegrafista não representava nenhuma ameaça ao policial ou ao resgate em andamento”, afirmou a emissora à Justiça.

Entretanto, o juiz Luís Eduardo Scarabelli decidiu que não era necessário realizar a perícia, pois “não houve excesso e sequer indício de agressão. Pelo contrário, o policial orientou o cinegrafista quanto ao risco de explosão”. Ao fim, o policial queria R$ 40 mil de indenização, mas a condenação ficou em R$ 5 mil. Ambas as partes ainda podem apresentar recurso. 

“IG”

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Gravações indicam que Bolsonaro demitiu ex-cunhado por não entregar salário
Propaganda

BRASIL

Pai é preso em BH após filha de 15 anos procurar a polícia e denunciar que sofria abuso sexual

Publicados

em

Um pai foi preso em flagrante suspeito de abusar sexualmente da própria filha de 15 anos, na tarde desta terça-feira (21). O crime aconteceu em um bairro da Região Norte de Belo Horizonte.

Segundo a Polícia Militar, o homem foi preso, depois de a adolescente chamar a polícia dizendo que sofria abusos sexuais e importunação de seu pai. Quando os militares chegaram na cada deles, o suspeito estava “muito exaltado”.

Eles foram levados para o Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional (CIA), localizado no Barro Preto, na Região Centro-Sul da capital. A polícia não deu detalhes a respeito dos depoimentos da vítima e do suspeito.

Por envolver menor de idade, a identidade dos envolvidos não será divulgada nesta reportagem.

Em nota, a Polícia Civil informou que o homem foi preso pelo crime de importunação sexual.

“Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso. Se da conduta resulta lesão corporal de natureza grave ou se a vítima é menor de 18 (dezoito) ou maior de 14 (catorze) anos”, explicou a nota, sobre o crime.

Ele foi encaminhado para o sistema prisional. Se for condenado, o suspeito pode pegar pena de 8 a 12 anos de reclusão.

“G1”

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Policiais mataram ao menos 2,2 mil crianças e adolescentes no Brasil em três anos
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA